EMPREENDEDORISMO

ECONOMIA SOLIDÁRIA –  As sete associações cadastradas na Gerência de Economia Solidária da Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente da Prefeitura do Recife irão atuar nos polos centralizados do carnaval. No Recife Antigo, em média 98 pessoas irão trabalhar na comercialização de comidas e bebidas para os foliões. As associações catalogadas são: Associação de Bares e Restaurantes, Pilar 1, Pilar 2, Associação dos Dogueiros, Associação dos Quiosqueiros, Rede de Santo Amaro e o Fórum de Economia Solidária

Já nos polos descentralizados, há uma  articulação com a Secretaria de Governo para que as Associações dos bairros escolham seus representantes. Em média, devem comparecer 130 pessoas.  Todos os vendedores passam por um treinamento de dois dias com a Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Ambev e a Secretaria de Controle Urbano. Para vender, é preciso assinar um termo de compromisso se responsabilizando a cumprir as regras acordadas com a Prefeitura do Recife. Este ano, as barracas estarão cadastradas com números de identificação. Em cada unidade, há um representante das associações citadas.

Na Central de Serviços, haverá um espaço para os foliões customizarem suas fantasias, a partir do dia 22 de fevereiro. Também faz parte da programação um Polo de Tapioqueiras que estará presente na Praça do Arsenal.

CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS – A Prefeitura do Recife estará com dois polos fixos – um no Galo da Madrugada e outro no Recife Antigo –  para receber materiais recicláveis de catadores, durante do Carnaval. As associações cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente irão selecionar alguns  dos seus trabalhadores para receber todo o material reciclável dos catadores avulsos e ajudar no processo da venda. A ação conta com a parceria da Ambev.

PRODARTE – Fantasias, caricaturas e customização de adereços serão algumas das peças disponíveis no estande do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte), na Central do Carnaval. Cerca de 32 artesãos irão expor suas peças das 15h à meia- noite.  Em relação à alimentação, 12 artesãos estarão vendendo comidas típicas na Rua Maria Cezar, no bairro do Recife Antigo.