CARNAVAL INCLUSIVO

A Prefeitura do Recife tem trabalhado para fazer o Carnaval mais inclusivo da história do Recife com uma série de ações, pensadas a partir de uma consultoria contratada especialmente para isso. A ideia é mostrar que acessibilidade passa por diversas esferas, entre as quais, comunicacional, estrutural, programática e principalmente, atitudinal. Com isso, atrações culturais como bandas, bailarinas, grupos de maracatu, tudo formado por pessoas com deficiência, foram contratados para se apresentar durante a programação.

Este ano, as pessoas com deficiência poderão se sentir mais acolhidas e poderão dispor de uma estrutura mais adequada, através de ações como transporte (parceria com o PE Conduz com duas vans para levar pessoas com deficiência que estacionarem na PCR para a Praça do Arsenal, Expresso Folia com 53 ônibus acessíveis para o Galo da Madrugada e os quatro dias de folia), programação em braile, Camarote da Acessibilidade, capacitação e sensibilização para motoristas dos ônibus do Expresso Folia, e para os 300 comerciantes dos polos centralizados e descentralizados, além de cardápio em braile nos restaurantes e lanchonetes da Arena Gastronômica, etc.

A programação do Carnaval em braile estará disponível no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, no Terminal Integrado de Passageiros (TIP) e na Central de Informação Turística da Praça do Arsenal.

Confira as ações

Camarote da acessibilidade – O Camarote da Acessibilidade no Galo terá capacidade para receber 400 pessoas. Destas, 280 vagas estão destinadas aos recifenses residentes na capital. As demais vagas ficam sob responsabilidade do Governo do Estado por meio da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (SEAD).

Guichê acessível (Central do Carnaval) – Este ano, a novidade da Central do Carnaval será o guichê  acessível, onde o público vai dispor de informações sobre o carnaval com acessibilidade comunicacional: o local contará com plantão de intérprete de libras e a programação do carnaval em sistema braile para consulta. Ainda na Central, a pessoa com deficiência também poderá solicitar o Mapa de Acessibilidade do Carnaval, além de receber orientações sobre os serviços oferecidos, e uma pulseira de acesso ao frontstage para quem quiser assistir os shows do Marco Zero.

Mapa de Acessibilidade – Vão ser disponibilizados mapas descritivos de todos os serviços oferecidos: onde pegar as vans adaptadas, posto de saúde, estacionamento especial oferecido pela Prefeitura, localização da área acessível, onde pegar ônibus adaptados, localização dos banheiros adaptados, além do descritivo de todos os serviços que o guichê acessível vai oferecer dentro da Central do Carnaval.

Transporte – Em parceria com o PE CONDUZ, as pessoas com deficiência que vierem ao Recife Antigo de carro e estacionarem no prédio da PCR, contarão com o transporte de duas vans adaptadas que os levarão até a Rua do Observatório, das 16h às 20h. É indispensável ter o cartão de PcD, que pode ser emitido no site da PCR.

Expresso Folia: Ao todo, 53 ônibus com plataforma elevatória estarão transportando os foliões durante o sábado do Galo da Madrugada, até o fim das atrações do Marco Zero, à noite. Nos outros dias, serão 28 coletivos acessíveis à disposição.

Central de Direitos Humanos e Acessibilidade – Central do Carnaval – O Serviço de orientações para Cidadania na ofertará informação e orientação aos foliões quanto à eventuais situações de violação de direitos, intérprete de libras; ponto de apoio à Pessoa com deficiência e de entrega de pulseiras a pessoas com deficiência para acesso ao frontstage do palco do Marco Zero. Funcionará de 24 a 28 de fevereiro, das 16h às 22h, na Central do Carnaval, localizada na Rua do Observatório.