Recife faz o maior Carnaval da história com recorde de 2 milhões de foliões

< Anterior  Próxima >
Grande público não prejudicou o funcionamento dos serviços como a operação de mobilidade e a limpeza. Destaques para o espetáculo de abertura e noite das mulheres, no Marco Zero e grandes atrações nos polos de bairro. Foto: Bruno Campos/ PCR Imagem

Na rua, no Recife Antigo e nos bairros, o folião recifense mostrou mais uma vez como se faz o verdadeiro Carnaval de Rua. Uma multidão de 2 milhões de brincantes curtiu nos polos oficiais da Prefeitura do Recife fazendo o mais democrático e plural Carnaval do mundo, com o recorde de público na noite de abertura. Na boca e no coração do folião ficaram a decoração com o tema A Criança, o Circo e a Cultura Popular, que inspirou uma das mais belas montagens de palco do Polo do Marco Zero, a alegoria do Galo Gigante e grandes espetáculos, nos palcos e nas ruas. Ao todo foram mais de 3,2 mil apresentações.

O Palco do Marco Zero recebeu nomes como Lenine, Alceu Valença, Cordel do Fogo Encantado, Elba Ramalho, Maestro Forró, Almir Rouche, Pitty, Mariene de Castro, Paralamas do Sucesso, Revelação, além dos homenageados do Carnaval Maestro Edson Rodrigues e Bloco das Flores, com média de público de 300 mil foliões por dia. Mesmo diante do volume de foliões o acesso ao Bairro do Recife foi facilitado por um esquema eficiente de trânsito, com ampliação do Táxi Metropolitano, nova rota do Expresso da Folia e pontos de Táxi e transporte por aplicativo.

Este ano o Carnaval do Recife contou com 46 polos ao todo. A festa nos bairros teve destaque no Ibura, onde Priscila Senna bateu outro recorde de público, atraindo mais de 20 mil pessoas na noite de ontem. No palco da Várzea, por onde passaram atrações como Devotos e Paralamas do Sucesso, a média de público foi de 10 mil a 18 mil pessoas. A noite mais movimentada foi a da segunda-feira, quando Marcelo Falcão se apresentou no polo.Símbolo de cultura e resistência, Brasília Teimosa confirmou sua vocação para as celebrações culturais, com uma média de público de 8 mil a 10 mil pessoas, que festejaram Momo ao som de Nação Zumbi e Nando Cordel.

A operação de limpeza teve foco na sustentabilidade, aumentando em 150% a quantidade de material reciclável recolhida nos polos de folia. O projeto Bora Reciclar! cadastrou um total de 531 catadores de material, com apoio e pagamento de diárias de trabalho, além do apurado com o material recolhido. Ao todo, 31 toneladas de resíduos sólidos foram encaminhados para reciclagem. Ano passado, a operação da Prefeitura do Recife já havia reaproveitado 12 toneladas de material. Da noite de abertura até o arrastão do frevo, 529 toneladas de lixo foram recolhidas durante o Carnaval.

Festa que atrai visitantes dos quatro cantos do planeta, o Carnaval do Recife também agradou aos turistas: 97% dos visitantes disseram que recomendariam o Carnaval do Recife para amigos e parentes e 95,7% alegaram que voltariam para a festa recifense. Um total de 93,5% avaliou positivamente a festa e 91,4% afirmou que o Carnaval do Recife superou ou atendeu as suas expectativas. Ainda segundo o Cipec, o gasto médio do turista foi de R$ 265,60 em um dia, sendo a maior para consumo de bebidas ou comidas. Nos hotéis, a ocupação superou as expectativas e foi para 98%, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH-PE).

MARCO ZERO – Já na noite de abertura do Carnaval 2020, na sexta-feira (21),  o brega fez sua estreia histórica no palco do Marco Zero, grandiosa estrutura montada para celebrar Momo na cidade.

Em cima do palco, Antônio Nóbrega abriu a noite com um espetáculo contundente e emocionante, celebrando a cultura e a vocação do Nordeste para a resistência, fazendo críticas diretas à política nacional. A noite encerrou com a apresentação de Priscila Senna, que atraiu um numeroso público para prestigiar a ascensão da efervescente cena brega da cidade ao palco do Marco Zero.

O palco foi uma atração à parte. Com 19X18 metros de área cênica, 42 metros de fachada frontal, a estrutura montada no Marco Zero recebeu 100 toneladas de som e 230 metros de painéis de led, que formaram uma moldura para o palco, em formato de lona de circo, dialogando com a decoração e com o tema da festa.

No sábado, as mulheres tomaram conta do palco mais bonito que o Carnaval do Recife já viu. Pela primeira vez, a programação do principal polo da festa deu voz e vez somente a atrações femininas, com grandes e históricas apresentações de Elza Soares, Gaby Amarantos, Nena Queiroga e convidadas, além das artistas da nova cena da música pernambucana que apresentaram o espetáculo A Dita Curva, como Flaira Ferro, Isadora Melo e Isaar, e da participação especialíssima de Gretchen, que estrelou a campanha contra o assédio promovida pela Prefeitura do Recife neste Carnaval.

Até a madrugada desta quarta-feira ingrata, mais de 20 grandes atrações nacionais e locais, como Pitty, Mariene de Castro, Paralamas do Sucesso, Lenine, Alceu Valença, Cordel do Fogo Encantado, Revelação, Elba Ramalho, Maestro Forró, Almir Rouche, o homenageado Edson Rodrigues e o DJ 440, que levou sua Terça do Vinil para os intervalos da programação de ontem, comandaram a festa da tradição e da paz, a mais bonita que o Recife já fez no Marco Zero.

Como reza a tradição de Momo, a programação do Marco Zero acabou com a multidão de acordes do Orquestrão, comandado por Spok, na manhã de hoje, arrastando os mais valentes e inconformados foliões.

Agremiações

Em todos os polos, mais de 1.185 apresentações de bois, caboclinhos, maracatus, ursos, blocos e clubes de frevo tomaram conta da cidade. No Corredor do Frevo, no Recife Antigo, mais de 130 blocos e agremiações se apresentaram nos quatro dias da festa, a partir das 16h.

Polos infantis

Nas tardes do Recife Antigo, a festa foi dos pequenos foliões, que contaram com várias atividades circenses ao longo de todos os dias de festa, na Praça do Arsenal. Na terça, teve também show de Tio Bruninho, Ilana Ventura e Carol Levy.

No Segundo Jardim e nos parques da Jaqueira, Santana e Macaxeira, a festa para as próximas gerações de foliões também foi animada, com público médio de 2 mil pessoas.

A festa continua

Hoje (26), os foliões alternativos têm encontro marcado no Polo de Casa Amarela, onde acontece o já tradicional Cinza Rock a partir das 15h. O sábado (29) marca a primeira edição do Fecho do Carnaval – a saideira que nunca acaba, evento realizado pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, em parceria com o Espaço Cultural Sinspire.

Em sua 13ª edição, a Quarta Cinza Rock começa às 15h de hoje e vai levar ao palco 10 bandas locais. O agito, que tem apoio da Prefeitura do Recife, é reconhecido por apostar em novos nomes da cena do Recife com uma atração de peso. Na folia alternativa, irão se apresentar nomes como Realidade Encoberta, Raízes do Capibaribe e Diablo Angel. A apoteose da noite fica por conta da banda Eddie, que encerra a programação a partir das 23h.

Amanhã (27), a partir das 9h, o Pátio de São Pedro recebe a apuração do Concurso de Agremiações, realizado este ano na Avenida Nossa Senhora do Forte e na Avenida do Forte. Os vencedores receberão R$ 730,5 mil em prêmios.

Já no sábado (29), o Fecho do Carnaval começa a partir das 17h, na Praça do Arsenal, no Recife Antigo. Vai ter muito brega, com Kelvis Duran, música popular, música eletrônica e dança. Com coordenação artística do bailarino e coreógrafo pernambucano Dielson Pessoa (responsável pela direção artística do espetáculo de abertura do Carnaval do Recife 2019), e com a iluminação e projeção de imagens dos veteranos Jathyles Miranda e Gabriel Furtado, respectivamente, o espetáculo CLOSE desembarca no Recife Antigo com a intenção de causar.

No domingo (1°), o Carnaval segue vivo nas ruas, com o arrastão do frevo, que celebra o encontro da orquestra Só Mulheres com o bloco Nem com uma flor, que combate a violência de gênero, e convida outras agremiações feministas como Essa Fada e Siririx a trazerem seus estandartes a disfilar pelas ruas do Bairro do Recife. A concentração acontece às 15h, no Marco Zero, com saída do cortejo até o Paço do Frevo, às 16h. Neste domingo, a entrada ao museu é gratuita.

A Orquestra Só Mulheres se apresenta em shows e eventos com diversos gêneros musicais, com destaque ao frevo de rua. A orquestra é liderada pela maestrina Lourdinha Nóbrega que compõe arranjos para execução de suas músicas. No primeiro carnaval com a Lei 13.718 que tipifica o crime de assédio, o Bloco Nem com Uma Flor, da Secretaria da Mulher do Recife, levanta mais uma vez seu estandarte pelo fim da violência contra a mulher, grande pauta da agremiação.

Galo – Os serviços de desmontagem do Galo começaram às 6h desta quarta-feira. À noite, a Ponte Duarte Coelho deverá ter o tráfego liberado, dependendo da finalização da desmontagem.

Números da festa

– Total de apresentações: 3.252, entre agremiações e atrações de palco

– 99% de atrações pernambucanas

– 1.180 artistas contemplados

– 616 apresentações de orquestras

– 1.185 apresentações de agremiações

– 1270 atendimentos para blocos/agremiações de rua

– 130 blocos e agremiações no Corredor do Frevo

Apoio

– Total do investimento da Prefeitura do Recife no apoio financeiro às agremiações para o Carnaval 2020: R$ 2,7 milhões

332 agremiações receberam apoio financeiro.

– Primeira parcela no valor de R$ 1,2 milhão já foi paga, em dezembro de 2019. A quitação da segunda se dá logo após o Carnaval, mediante prestação de contas e comprovação do desfile.

Concursos – Para celebrar e premiar a dedicação das agremiações e brincantes que perpetuam a essência e a beleza do Carnaval e da cultura recifenses, a Prefeitura do Recife realizou cinco concursos carnavalescos. Juntos, os concursos de Agremiações; de Fantasia; de Passistas; de Rei Momo e Rainha do Carnaval; e de Porta Estandarte, Flabelista, Mestre Sala e Porta Bandeira distribuirão mais de R$ 872,5 mil entre os vencedores.

TURISMO E LAZER – O Recife esteve de braços abertos para receber bem o turista que veio à cidade para curtir o Carnaval.  De acordo com a pesquisa encomendada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife ao Centro Integrado de Pesquisa e Comunicação (Cipec), 97% dos entrevistados recomendaria o Carnaval do Recife e 95,7% afirmou que pretende retornar para o ciclo festivo. Um total de 93,5% avaliou positivamente a festa e 91,4% afirmou que o Carnaval do Recife superou ou atendeu as suas expectativas. Ainda segundo o Cipec, o gasto médio do turista foi de R$ 265,60 em um dia, sendo a maior para consumo de bebidas ou comidas.

Nos hotéis, a ocupação hoteleira superou as expectativas e foi para 98%, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH-PE). A Blitz nos Hotéis, realizada em 30 dos principais meios de hospedagem da cidade, alcançou cerca de 3,5 mil turistas. A ação aconteceu nos cafés da manhã da quinta, sexta e sábado de Carnaval. Também foram realizadas ações de divulgação nos principais shoppings da cidade e nos veículos de comunicação. Além disso, foram levados walkmídia para João Pessoa, Maceió e Porto de Galinhas. O Olha! Recife, projeto de sensibilização turística da PCR, realizou um mês de passeios temáticos relacionados ao Carnaval.

Este ano, os Centros de Atendimento ao Turista (CATs) realizaram 1366 atendimentos, sendo 1163 de turistas nacionais e 203 internacionais. O espaço que mais recebeu foliões foi o CAT Móvel (611), estacionado na entrada da Central do Carnaval, seguido da Praça do Arsenal (361), ambos localizados no Bairro do Recife, que abrigou os palcos centralizados de Carnaval. Também funcionaram os CATs da Pracinha de Boa Viagem, TIP e Aeroporto. Na lista dos atendimentos, a maioria dos turistas internacionais vieram da Argentina, Chile e França, respectivamente. Para os destinos nacionais a origem era de São Paulo, Ceará e Rio de Janeiro.

MOVIMENTAÇÃO DE PASSAGEIROS – Entre os dias 20 e 26 de fevereiro, o Terminal Integrado de Passageiros (TIP) registrou a circulação de 50 mil pessoas, segundo a Empresa Pernambucana de Transporte Integrado (EPTI). O número representa um aumento de 11% em relação ao ano passado.

Já o Aeroporto Internacional do Recife registrou mais de 226 mil passageiros, entre os dias 17 e 25 de fevereiro.

CENTRAL DO CARNAVAL – E como a folia é garantida na cidade, nada mais justo do que ofertar assistência durante todos os dias de festa. Cerca de 470 mil pessoas circularam pela Central do Carnaval, que reuniu Central de Serviços e Arena Gastronômica, gerando um faturamento total de R$ R$ 467.794,74. Os doze restaurantes que formaram a Arena reabasteceram a energia do folião apuraram, no total, R$ R$ 414.294,00, faturamento 21% maior do que o ano passado, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Cerca de 350 litros de óleo foram recolhidos para reaproveitamento em parceria com a ASA, no ano passado foram 110 litros.

 A Central do Carnaval realizou 93.740 atendimentos institucionais (nos estandes das Secretarias da Mulher, Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade, Direitos Humanos, PMPE – alerta celular, Achados e Perdidos, fraldário e Procon). O fraldário, uma das novidades deste ano, contou com mais de 460 atendimentos. Foram gerados mais de 510 empregos diretos e indiretos com montagem, desmontagem, atendentes e colaboradores dos restaurantes, lojas, seguranças e limpeza;

ACHADOS E PERDIDOS – Foram centenas de atendimentos nos Achados e Perdidos, com o recolhimento de 240 documentos (CNH, RG, CPF, cartão de crédito/débito, carteira de estudante, cartão VEM, plano de saúde, título de eleitor, carteira de trabalho) e 38 objetos (chaves, óculos, bolsa, garrafa térmica infantil, sombrinha, remédios e outros); que ficarão disponíveis na Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife até o dia 9 de março (7º andar do edifício sede da PCR), em horário comercial. Depois, todos os itens serão direcionados à Central dos Correios. Ainda durante o Carnaval foram devolvidos 16 documentos e 1 objeto. Mais informações pelo número 3355-8642.

OPERAÇÃO DE TRÂNSITO – A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) preparou uma grande operação para garantir a mobilidade dos foliões durante o Carnaval do Recife 2020. Entre os serviços que foram oferecidos estão o Expresso da Folia, que iniciou a sua operação no Sábado de Zé Pereira (22), durante o Galo da Madrugada, e continuou nos demais dias de festa, até as 5h desta quarta-feira (26). Este ano, foi oferecido um novo ponto de embarque para o Expresso da Folia: o supermercado Extra, no bairro da Madalena, para atender ao público da Zona Oeste. Além disso, os foliões contaram, também, com três pontos de embarque e desembarque para usuários de transporte por aplicativo, além da implantaçãode seis pontos de táxis provisórios em locais estratégicos, a implantação de corredores exclusivos para ônibus e táxis e o Convênio Táxi Metropolitano, que garantiu o aumento da frota de táxi com o reforço de veículos de dez municípios da RMR, além do Recife.

No total, a operação da CTTU contou com um efetivo diário de410 profissionais, sendo 270 agentes e 140 orientadores de trânsito.  A CTTU também elaborou um grande esquema de circulação na área central da cidade, com a interdição de vias no Bairro do Recife e Santo Amaro, assim como em ruas que compõem os bairros de Santo Antônio e São José, que foram fechadas para viabilizar a festa no Bairro do Recife e a passagem do Galo da Madrugada, respectivamente.

Houve também o fechamento da Ponte Duarte Coelho, onde está a alegoria do Galo Gigante, da Ponte Buarque de Macedo, que teve circulação exclusiva para pedestres, assim como funciona a Ponte Maurício de Nassau. Já a Ponte Giratória ficou destinada à passagem de táxis e veículos que fossem estacionar no Paço Alfândega. A Ponte Princesa Isabel ficou liberada para o tráfego misto nos dois sentidos, assim como a Ponte do Limoeiro, que também contou com uma faixa exclusiva para ônibus e linhas do Expresso da Folia.

As interdições começaram a ser desfeitas a partir das 6h desta Quarta-feira de Cinzas (26). Vias como as avenidas Alfredo Lisboa e Marquês de Olinda, Rua do Bom Jesus e as pontes Maurício de Nassau e Buarque de Macedo já estão liberadas para a circulação de veículos. A Ponte Duarte Coelho, onde está montada a estrutura do Galo da Madrugada, tem previsão para ser liberada na noite desta quarta-feira (26), conforme a desmontagem da alegoria. A expectativa da CTTU é que o trânsito do Recife volte à normalidade com todas as vias liberadas para a passagem de veículos ainda nesta quarta-feira, exceto o Cais da Alfândega, onde está montado o palco utilizado no festival Rec-Beat, cuja previsão de desmontagem ainda não foi repassada. 

EXPRESSO DA FOLIA – Sucesso há 19 anos no Carnaval do Recife, o serviço do Expresso da Folia iniciou a sua operação durante o Sábado de Zé Pereira (22), para atender os foliões que brincaram no Galo da Madrugada. A passagem do Expresso custou R$ 12 e deu direito à viagem de ida e volta. Toda a frota utilizada estava equipada com elevadores para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Somando o Expresso no Galo e o serviço para o Bairro do Recife, foram atendidos 32.753 passageiros. Apesar da grande oferta de transportes por aplicativo e de táxis, o número foi superior ao de 2019, quando foram transportados 32.554 foliões. No total, 2.032 viagens foram realizadas pelos dois serviços nos quatro dias de operação, 538 a mais que em 2019, quando 1.494 viagens foram realizadas. O serviço registrou ainda redução no tempo de espera de cerca de 30%, caindo de 15 para 11 minutos, em média.

Os Expresso da Folia no Galo funcionou das 7h às 17h30 e contou com a frota de 40 ônibus, que saíram dos shoppings RioMar, Recife, Plaza e Tacaruna, além do Supermercado Extra, na Rua Benfica, e levaram 4.317 foliões até a Avenida Martins de Barros e o Cais de Santa Rita.

No Expresso da Folia tradicional, que transportou os foliões que brincaram no Bairro do Recife, das 18h do sábado (22) até as 5h desta Quarta-feira de Cinzas (26), uma frota de 54 ônibus foi destacada para sair dos shoppings RioMar, Recife, Plaza e Tacaruna, além do supermercado Extra, na Madalena. Ao todo, 28.436 passageiros foram transportados até o Bairro do Recife. 

A segunda-feira (24) foi o dia em que mais pessoas utilizaram o serviço, com 8.939, e o Shopping Recife o que teve maior presença de público no serviço, com 11.832 pulseiras vendidas.

TÁXI METROPOLITANO – Neste ano, além do Recife, a população também pôde contar com os serviços dos táxis oriundos de dez municípios: Olinda, Igarassu, Paulista, Abreu e Lima, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes, além de Itamaracá e Itapissuma, que assinaram o convênio a partir deste ano. A circulação dos táxis desses municípios no Recife foi autorizada no dia 7 de fevereiro e permanece até as 12h desta Quarta de Cinzas (26). Dessa forma, a frota desses municípios foi somada aos 6.126 táxis cadastrados no Recife, havendo um reforço de cerca de 50% nos táxis disponíveis autorizados a realizar o embarque e o desembarque de milhares de pessoas que brincaram o carnaval do Recife.

A CTTU também implantou seis pontos de táxis provisórios na área central da cidade. Os pontos estão localizados na esquina da Avenida Martins de Barros com as pontes Maurício de Nassau e Buarque de Macedo, na esquina do Cais do Apolo com a Ponte Buarque de Macedo, e em cima da Ponte Giratória. Além disso, dois pontos funcionaram no Cais de Santa Rita, apenas no sábado, para atender o público que foi ao Galo da Madrugada. Houve, ainda, um reforço na fiscalização de transportes nesses locais com a finalidade de coibir possíveis irregularidades por parte dos taxistas

Pela central de atendimento da Autarquia (0800.081.10.78), que funcionou durante as 24h do dia no período momesco, entre a noite da sexta-feira (21) e a manhã desta quarta-feira (26),foram recebidas sete denúncias contra os taxistas. A reclamação mais incidente foi a recusa de passageiros. Todas as denúncias serão apuradas pela CTTU e os taxistas serão acionados para maiores esclarecimentos.

ACIDENTES DE TRÂNSITO – Das 17h da sexta-feira (21) até a 0h da Quarta-feira de Cinzas (26), a CTTU registrou 86 acidentes de trânsito, dos quais 18 foram com vítimas, e nenhuma delas fatal.

ESTACIONAMENTO GRATUITO – Com o objetivo de melhorar a mobilidade das pessoas no Bairro do Recife, mais uma vez, a iniciativa da Prefeitura do Recife de abrir o estacionamento do seu edifício-sede e realizar parcerias para que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e o Tribunal Regional Federal (TRF) também disponibilizassem seus estacionamentos, foi um sucesso. Mais de 18,5 mil veículos passaram pelos quatro  dias de festa, mais de 20% de aumento na busca dos foliões pelas vagas gratuitas. 

Sexta-feira (21)  – 2.097 veículos 

Sábado (22) – 1.624 veículos 

Domingo (23) – 4.128 veículos 

Segunda-feira (24) – 5.168 veículos 

Terça-feira (25) – 5.651 – veículos 

TOTAL DOS CINCO DIAS – 18.668

LIMPEZA – A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) preparou uma grande operação de limpeza para o Carnaval do Recife e triplicou o volume de materiais recicláveis recolhidos entre os anos de 2019 e 2020, quando foram recolhidos dos focos de folia 31 toneladas de materiais recicláveis nos 64 Pontos de Entrega Voluntária espalhados pela cidade, das ações no Galo da Madrugada e dos serviços no Bairro do Recife, por meio do projeto Bora Reciclar!.

A operação da Emlurb envolveu 1.100 profissionais e foram recolhidas 529 toneladas de resíduos da última sexta-feira (21) até a manhã desta quarta-feira de cinzas (26) em todos os polos do Carnaval do Recife.

Com o Bora Reciclar, que envolveu 531 catadores cadastrados em cooperativas e autônomos para a realização do projeto, pela primeira vez, os trabalhadores receberam diárias pelos serviços, além do apurado com a venda do material. A iniciativa aconteceu em parceria com empresas privadas, que financiaram o projeto, e contou com o trabalho em conjunto entre a Emlurb, a Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo do Recife (STQE), a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre Drogas e Direitos Humanos (SDSJPSDDH) e a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.

Foram utilizados 2,15 milhões litros de água, 2230 litros de detergente, 4580 litros de essência de cheiro durante toda a operação. As equipes atuaram com caminhões, carros-pipa, compactadores de lixo e 650 lixeiras. O serviço também contou com o Ecobarco que realizou a coleta dos resíduos flutuantes do Rio Capibaribe. Além disso, os polos do Parque da Jaqueira, Dona Lindu, Parque Santana e da Macaxeira receberam o reforço das Ecobikes que circularam pelos locais.

ACESSIBILIDADE – Além da festa mais democrática do Brasil, o Carnaval do Recife se torna, a cada ano, a festa mais inclusiva, proporcionando às Pessoas com Deficiência ações que tornem a folia acessível para todos os públicos. Neste ano, além dos intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras), o palco do Marco Zero contou também com audiodescrição dos shows, uma ação inédita que disponibilizou 20 aparelhos, a cada noite, para aumentar a percepção, a compreensão e a participação dos foliões com deficiência visual. O serviço foi oferecido sempre das 19h às 2h, entre os dias 21 e 25.

 

Para integrar ainda mais a população surda, a iniciativa já consagrada do intérprete de Libras no Marco Zero foi ampliada para outros sete polos durante o Carnaval do Recife 2020, foram eles: Várzea, Casa Amarela, Ibura, Rec Beat, Lagoa do Araçá, Pátio de São Pedro e Praça do Arsenal.



Outra ação inclusiva inédita no Carnaval do Recife neste ano foi a realização do concurso para eleger os primeiros Rei e Rainha da Pessoa com Deficiência. Nesta primeira edição, foram inscritas pessoas com Síndrome de Down. Os vencedores foram Caio Antônio Batista e Zemily Cazala Santos. A iniciativa amplia uma política pública inclusiva, que reforça o compromisso com a representatividade.



CENTRAL DE DIREITOS HUMANOS – Entre os dias 19 a 25, profissionais da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos da Prefeitura do Recife divulgaram, na Central de Direitos Humanos, as campanhas de prevenção à violência, contra o trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, racismo e LGBTfobia, entre outros temas ligados aos Direitos Humanos. As campanhas também foram divulgadas nos polos do Carnaval do Recife.



Na Central de Direitos Humanos, localizada na Rua do Observatório, foi realizado um total de 5.990 atendimentos. Foram distribuídas 4.735  pulseiras de identificação para crianças e 367 atendimentos, para que as pessoas com deficiência e acompanhantes tivessem acesso prioritário à área frontal do palco do Marco Zero.



Também a partir da sexta-feira (19), a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos viabilizou a Rota Acessível, realizada por meio das vans do PE Conduz, ação do Governo do Estado. O serviço gratuito funcionou das 18h a 0h e garantiu o deslocamento de 14 pessoas com mobilidade reduzida até o palco do Marco Zero. A iniciativa acontece desde 2017, e já atendeu cerca de 150 usuários. O trajeto teve o embarque em frente à Estação do BRT em frente à sede da Prefeitura do Recife. O desembarque foi próximo ao Marco Zero, na Avenida Alfredo Lisboa.

Para que os cegos pudessem consultar as atrações do Carnaval, foi disponibilizada, na Central de Direitos Humanos, a programação do Carnaval em braile, assim como no Aeroporto Internacional do Recife, no Terminal Integrado de Passageiros (TIP) e na Central de Informação Turística da Praça do Arsenal. Também foram disponibilizados cardápios em braile nos restaurantes e lanchonetes da Arena Gastronômica. Já os foliões surdos que compareceram à Central foram orientados por um intérprete de libras que ficou de plantão durante os dias de folia.



CAMAROTE DA ACESSIBILIDADE NO GALO – Na décima edição do Camarote da Acessibilidade do Galo da Madrugada, cerca de 250 pessoas com deficiência e acompanhantes puderam assistir ao desfile do maior bloco de rua do mundo, no Sábado de Zé Pereira, num espaço inclusivo montado no Pátio do Carmo.



ESPAÇO DE PROTEÇÃO CRIANÇAS – Foi montado o Espaço de Proteção no entorno do Marco Zero/Rua Antônio Martins, Pátio do Livramento/Santo Antônio e Polo Ibura de Baixo, onde foram atendidas 207 crianças e adolescentes. As equipes itinerantes do Serviço Especializado em Abordagem Social de Rua (SEAS) também circularam nos polos de bairro, nas seis RPAs para identificar crianças em situação de vulnerabilidade e fazer os atendimentos, chegando a cadastrar 21 crianças que não foram para os espaços de proteção. Nos espaços, também são ofertadas atividades lúdicas para crianças e depois da folia, os profissionais continuam acompanhando as crianças, checando se elas estão frequentando a escola e verificando a possibilidade de inseri-las em programas sociais.



SÁBADO DA DIVERSIDADE – No Sábado de Zé Pereira (22), o Pátio de São Pedro recebeu os artistas da LGBT. Organizado pela Gerência de Livre Orientação Sexual do Recife (Glos), o Sábado da Diversidade teve o objetivo de contribuir para a participação dos artistas LGBT no Carnaval do Recife, fomentando a cultura LGBT e promovendo o respeito à diversidade sexual no período do Carnaval.



No local, foi divulgada a campanha Recife Sem Preconceito e Discriminação, que visa promover ações integradas para fortalecimento das políticas de promoção e defesa da cidadania LGBT, além de divulgar os serviços oferecidos pelo Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT do Recife – espaço de promoção da cidadania e garantia de direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, habilitado a fornecer orientações sobre direitos humanos e prestar atendimento especializado a vítimas de discriminação e violência homofóbica.



Para combater o preconceito por causa da orientação sexual e da identidade de gênero, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife adesivou 300 banheiros químicos, bares e restaurantes, nos polos de Carnaval, com adesivos da Campanha Recife Sem Preconceito e Discriminação. Os adesivos continham a frase: “Trans, cisgênero, hétero, gay, bi, assexual, negro, branco, com deficiência, gordo, magro, alto, baixo, pobre, rico: este banheiro é de todos os homens!”. Os banheiros femininos tiveram adesivos equivalentes.

Além disso, para homenagear o cenário cultural LGBT e reforçar ações contra a LGBTfobia durante o Carnaval do Recife 2020, a Gerência de Livre Orientação Sexual (Glos) da Secretaria Executiva de Direitos Humanos do Recife, lançou na última quinta-feira (20) o calendário anual Top Drag Pernambuco. O produto apresenta 12 personagens Drag Queen de destaque no município e foi distribuído durante os shows da Quinta da Diversidade, que aconteceram no polo da Rua da Moeda, no Bairro do Recife.



DROGAS – A Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas do Recife (Sepod) lançou, neste ano, a campanha “Dê um passinho para a vida” e, entre os dias 21 a 17,  realizou ações direcionadas aos comerciantes de bares, restaurantes, mercados e ambulantes próximos aos polos da folia, levando informações e conscientizando sobre a proibição da venda e fornecimento de bebidas alcoólicas e cigarros para menores de 18 anos, fundamentada pela Lei Federal nº 13.106 de 2015. A ação inclui a distribuição de panfleto informativo e adesivo (afixação no estabelecimento comercial, expondo a proibição da comercialização, de acordo com a lei). As equipes conscientizaram mais de 150 mil pessoas que estavam presentes nos 1.201 estabelecimentos que aderiram à campanha.

Durante a folia, a Praça do Arsenal contou com a Unidade Móvel do Acolhe Vida Recife, inaugurada em dezembro de 2019 pela PCR. No micro-ônibus equipes do cuidado da Sepod entregaram materiais educativos e realizaram ações com o objetivo de divulgar além dos serviços e atendimentos da secretaria, informações que orientam sobre o uso abusivo de álcool e outras drogas, de um lado as crianças absorviam as informações de forma lúdica sendo envolvidas nas brincadeiras e pinturas com recreadores e circenses, do outro a equipe abordava seus familiares informando e orientando na questão da prevenção ao uso abusivo de drogas, a ação impactou cerca de 33 mil pessoas, sendo mais de  340 crianças onde foram entregues mais de 9 mil materiais interativos.  


Mobilizadores sociais abordaram os foliões informando e entregando mais de 240 mil materiais educativos referentes à campanha “Dê um passinho para a vida”. A proposta foi alertar sobre os cuidados com bebidas alcoólicas, com ênfase no trânsito através de distribuição de materiais como: abanadores e viseiras. Totens itinerantes estimularam pessoas a realizarem selfies e viralizarem a campanha “Dê um passinho para vida!” nas redes sociais. A campanha teve mais de um milhão de pessoas foram impactadas com as ações de prevenção e cuidado.

GUARDA MUNICIPAL DO RECIFE – Durante o Carnaval 785 agentes atuaram nos dias de festa. Como a Guarda trabalha em regime de escala, foram 3.152 lançamentos do efetivo durante a folia de Momo. Os profissionais centraram o trabalho em ações preventivas e na orientação e segurança dos foliões. A Guarda também interviu em casos de agressão à mulher, auxiliou na prisão de indivíduos que furtavam, encaminhou documentos perdidos para a SDS e atuou no ordenamento do espaço público. Este ano, houve aumento de 260 agentes no Carnaval, 20% a mais na comparação com 2019. A frota da GCMR contou com 30 viaturas, sete motos e duas estações de monitoramento foram montadas no Marco Zero e na Praça do Arsenal.

A atuação da Guarda Municipal do Recife no Carnaval também foi de apoio aos órgãos e secretarias no cumprimento e execução dos serviços ofertados pela administração municipal, e de integração com os demais órgãos de segurança pública, como Polícias Civil e Militar mais o Corpo de Bombeiros. 

Desde outubro de 2018 a Guarda Civil Municipal do Recife atua na Ronda Turística, ação de promoção de segurança e conforto aos turistas e recifenses que circulam pelo bairro do Recife Antigo. 

SECRETARIA DA MULHER – O Recife teve um Carnaval tranquilo no que diz respeito à violência contra a mulher, um indicativo de que as campanhas contra o assédio e a importunação sexual que a Prefeitura do Recife, através da Secretaria da Mulher, vem intensificando nos últimos anos, estão apresentando resultados positivos. De sexta até terça-feira (25), 53 mulheres se dirigiram à Central da Mulher, localizada na Central do Carnaval, para pedir orientação, informação ou conhecer a estrutura do Centro de Referência Clarice Lispector, montada no Bairro do Recife. Apenas três ocorrências foram registradas: duas de violência doméstica e uma de violência urbana. No caso de violência doméstica as vítimas foram conduzidas pela Brigada Maria da Penha para Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher para formalizar a queixa. No caso de violência urbana, foram atendidas também pela Brigada Maria da Penha, mas não quis prestar queixa. 

Na sede do Clarice Lispector, que funcionou normalmente durante o Carnaval, não houve registro de ocorrência.  Durante todo o período, o Liga, Mulher (0800 2810107), disque informação do Clarice, registrou apenas um chamado de uma pessoa que queria informação sobre os serviços.

As equipes da Secretaria da Mulher distribuíram 10 mil guias do “Pequeno Manual Prático de Como Não Ser um Babaca no Carnaval que viralizou nas redes sociais e ganhou versões de vídeo e áudio estrelado pela cantora Gretchen. O vídeo foi exibido nos intervalos dos shows dos principais palcos da folia. A campanha foi assinada pela Presença Digital do Gabinete de Imprensa e pela Secretaria da Mulher do Recife. A versão impressa do Manual foi entregue aos turistas no Kit Folia, distribuídos pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. Também foram distribuídos 25 mil leques, parte com informações sobre a rede de serviços do município e parte no formato de violentômetro, mostrando como se dá a escalada da violência. As técnicas estiveram no Bairro do Recife e em todos os polos descentralizados, esclarecendo mulheres sobre assédio e importunação sexual. Em toda parte, homens, mulheres e crianças fizeram questão de serem fotografados com as plaquinhas que diziam não ao assédio e pediam um basta aos feminicídios. 

PROCON RECIFE – Desde a abertura da Central do Carnaval, no dia 19 de fevereiro, até esta terça-feira de Carnaval (25), a equipe de fiscalização do Procon Recife realizou incursões, orientando, distribuindo panfletos e adesivando os estabelecimentos comerciais, tendo visitado um total de 111 estabelecimentos em todos os Polos do Recife Antigo.

No posto de atendimento instalado na Central do Carnaval, 205 pessoas foram recebidas.  Nas visitas, os foliões foram  orientados sobre os seus direitos, além de receberem material informativo. Consumidores também registraram 07 denúncias no local, além de 22 denúncias enviadas pelas redes sociais. No posto da Central do Carnaval, as denúncias foram sobre cobrança de mesas e consumação mínima nos bares e restaurantes. Esses estabelecimentos foram fiscalizados e autuados.

CONECTA RECIFE – Além dos 175 pontos existentes do Conecta Recife, rede de aceso wi-fi gratuito, espalhados pela cidade, a Prefeitura do Recife, através da Empresa Municipal de Informática – EMPREL, ofereceu pontos extras para o público na Arena Gastronômica e na Central de Serviços da PCR.

No total, 96.717 pessoas – em torno de 40% a mais em relação ao Carnaval 2019 – se conectaram à rede do Conecta Recife nos dias de folia, sendo quase 50 mil só no Recife Antigo e   2,7 TeraBytes de dados foram transmitidos.

A Emprel também disponibilizou os links que atenderam à infraestrutura do carnaval,  instalados na Central de Imprensa,  Cabine de Rádio, Van de Imprensa, Produção de Imagem, Sala Entrevista/Camarim, Sala de Fotografia e Recbeat.

EMPREENDEDORISMO – No total, 214 empreendedores e empreendedoras ligados à Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo do Recife (STQE) trabalharam para atender o folião durante o Carnaval. Juntos, eles faturaram R$ 1,4 milhão.

O folião contou com 166 empreendedores que comercializaram comidas e bebidas nas barracas oficiais montadas nos polos da folia, tanto nos polos centralizados quanto nos descentralizados. O faturamento deles chegou a R$ 1,2 milhões.

Os 12 artesãos cadastrados no Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte) que comercializaram nos estandes de comidas típicas na Rua Dona Maria César ganharam R$ 43.059,00.

os 32 artesãos e artesãs do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte) que comercializaram adereços, fantasias, maquiagens e caricaturas na Central do Artesanato, montada na Praça do Arsenal, ao lado do Paço do Frevo, faturaram um total de R$ 202.523,00 durante a festa. 

As seis mulheres que trabalharam na Central do Carnaval, comercializando adereços e customizando roupas dos foliões, faturaram R$ 27.022,00. Elas são ligadas à Associação Mãos que Transformam, um dos grupos que atuam em parceria com a STQE.

FREI CANECA

Durante o Carnaval, a Frei Caneca FM procurou contagiar os ouvintes com toda a energia da diversidade da folia recifense. Desde o Palco Frei Caneca FM até a Terça-feira Gorda, foram mais de 50 horas de transmissão ao vivo. Também foram produzidos cerca de 100 flashes, que tiveram início na quinta-feira (20), com os espetáculos Ubuntu e Tumaraca até a Terça-feira Gorda, com a cobertura completa de todos os shows do 25º Festival RecBeat. O aniversário do Festival, inclusive, continuou com a 101.5 FM como rádio oficial do evento, e contou, pela primeira vez, com o “Frei Caneca FM Convida”, com a rádio pública trazendo para o palco do RecBeat duas atrações que marcaram a história do evento: Liniker e os Caramelows e Emicida.

Desde o ano passado a Frei Caneca FM tem procurado estreitar as relações com as emissoras públicas de Televisão e Rádio do Nordeste. Este ano, as parcerias começaram antes mesmo dos dias oficiais de Carnaval, com a transmissão ao vivo do Palco Frei Caneca FM, junto com a TV Pernambuco. Durante o Carnaval, os flashes e reportagens produzidos pela rádio pública do Recife foram veiculados na Educadora FM, da Bahia, e na Rádio Timbira, no Maranhão. Os ouvintes da 101.5 FM também tiveram a oportunidade de saber um pouco mais sobre o que rolou no carnaval soteropolitano, com matérias retransmitidas da emissora baiana.

Ao longo do Carnaval, a Frei Caneca FM veiculou ainda a série de interprogramas “Meu Carnaval”, que mostrou, em quatro episódios, os universos carnavalescos de personagens que fazem a sua folia e a de muita gente em Pernambuco: Zenaide Bezerra, a mais antiga passista de frevo em atividade, com 71 anos; Leopoldo Nóbrega, designer, estilista e cenografista responsável pela escultura de um dos maiores ícones do Carnaval de Pernambuco, o Galo da Madrugada; Marise Lacerda, vice-diretora da Escola de Samba Gigantes do Samba, da Bomba do Hemetério; e Mestre Bi, do Maracatu de Baque Solto Estrela Brilhante de Nazaré da Mata, Mata Norte de Pernambuco, região cheia de poesia e expressões das culturas populares. Foram ao ar também seis reportagens especiais sobre os homenageados do Carnaval, sobre os trabalhos de artistas que foram ao Palco do Marco Zero, as ações de apoio à mulher no carnaval e as iniciativas de manutenção urbana para o período momesco.

Apesar de a Quarta-feira de Cinzas marcar o final do Carnaval, é apenas pretexto para a despedida. Ao longo de todo o dia, neste 26 de fevereiro, o ouvinte da Frei Caneca FM confere ainda flashes e agenda cultural, e das 16h30 às 19h, escuta a reprise do Palco Frei Caneca FM, que aconteceu no dia 16 de fevereiro, na Praça do Arsenal, com as apresentações de Orquestra Malassombro, Mestre Anderson Miguel, Luedji Luna e o projeto Pérolas Negras, uma roda de samba comandada por Leyde do Banjo, acompanhada por seu grupo, As Mari’s do Samba.

FOLIA DIGITAL

Como já é tradição no Carnaval do Recife, a tecnologia se tornou companhia inseparável dos foliões com transmissão online, aplicativo para smartphones, site de notícias e serviços, canais nas principais redes sociais gerenciados pelo time de Presença Digital do Gabinete de Imprensa da Prefeitura do Recife.

Transmitimos mais de 30 shows, ao vivo, direto do Marco Zero, Praça do Arsenal e polo REC-Beat, pelo Youtube e Facebook. Quase 1 milhão de espectadores ficaram conectados à festa, por mais de 40 horas de espetáculo. Gente do Brasil e de fora, de países como Portugal, Estados Unidos, Alemanha, Argentina e França ficaram ligados na transmissão, através de smartphones, tablets ou computadores. Foram 120 mil interações durante as transmissões.

Além dessa novidade, os foliões contaram com o já tradicional site do Carnaval, criado e disponibilizado no endereço www.carnavalrecife.com. Nas redes sociais, quase 3 milhões de pessoas interagiram e compartilharam os conteúdos digitais veiculados nos canais oficiais do Carnaval do Recife e da Prefeitura do Recife. O perfil das interações foi majoritariamente feminino. Elas foram responsáveis por 66% dos acessos contra 34% de acessos masculinos.

Mais uma vez o folião contou com uma ferramenta e tanto para aproveitar mais a programação do Reinado de Momo e tudo que oferece a capital pernambucana. A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer lançou o aplicativo do Carnaval do Recife 20020. O app reuniu toda a programação oficial da festa, eventos particulares e uma série de serviços, inclusive com dicas de melhor trajeto graças a uma parceria com o CittaMobi. A iniciativa contou com 11 mil downloads nas plataformas IOS e Android.

Pequeno Manual Prático de Como não Ser um Babaca no Carnaval – Sempre aguardada pelos foliões, a campanha digital Pequeno Manual de Como não ser um Babaca no Carnaval, contra o assédio e a importunação sexual, chegou a um alcance recorde nesta 5ª edição e extrapolou as redes sociais. Estrelados pela cantora Gretchen, o videoclipe e o manual com orientações foram visualizados por 2 milhões de pessoas, apenas nas redes sociais da Prefeitura do Recife, do Carnaval do Recife e da cantora.

Uma ação especial fez com que o manual e a causa ganhassem visibilidade para além das redes sociais. Gretchen se apresentou no polos do Marco Zero, Praça do Arsenal, Lagoa do Araçá e Ibura. Mais de 1 milhão de pessoas fizeram coro com a cantora, no refrão da música da campanha: “Lança tua braba mulher e faz o que quiser”.

O videoclipe foi exibido todos os dias de Carnaval no telão do Marco Zero. Isso sem contar com os compartilhamentos por WhatsApp e com a mídia espontânea em TV, sites, blogs, influenciadores, jornais impressos, como UOL, G1, Globo News, Folha de São Paulo e Estadão.

POOL DE TVs – O Carnaval do Recife, este ano, teve cobertura ampliada, registrada por 11 câmeras e um drone, que mostraram a folia no Marco Zero, na Praça do Arsenal e no festival Rec-Beat, no Cais da Alfândega, que teve duas câmeras a mais este ano no palco. Foram mais de 40 horas de transmissão ao vivo. O conteúdo foi retransmitido por diversas emissoras de atuação regional e nacional como TV Alepe, TV Pernambuco, TV Brasil e portais de notícias, além de emissoras de rádio.

SAÚDE – A Secretaria de Saúde do Recife intensificou os plantões dos profissionais durante o Carnaval, contando com cerca de 3.000 trabalhadores no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, policlínicas, maternidades e Upinhas 24h. Profissionais das Vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Ambiental, assim como Redutores de Danos, Ouvidoria e ligados ao Setor de Infecções Sexualmente Transmissíveis, também trabalharam durante a festa. Tudo foi acompanhado pela Central do Carnaval da Saúde, que funcionou em um edifício na Rua da Guia. 

SAMU – Foram montados cinco postos fixos do Samu 192, no percurso do Bloco Galo da Madrugada, além do posto na Avenida Alfredo Lisboa, próximo ao Marco Zero. O total dos atendidos SAMU correspondeu a 1.044 pessoas nos cinco postos e, durante os festejos, as unidades móveis do SAMU 192 disponibilizaram também atendimento nos Polos Descentralizados com 05 ambulâncias.

Nos postos que funcionaram exclusivamente para o Galo da Madrugada, foram realizados 612 atendimentos entre pessoas de 20 e 50 anos (30% a mais que no ano de 2019); 23% desses atendimentos decorrentes do uso abusivo de álcool. No Posto montado na Av. Alfredo Lisboa foram atendidas 432 pessoas.

SERVIÇO DE PRONTO ANTENDIMENTO – SPA – A rede municipal de saúde disponibilizou oito Serviços de Pronto Atendimento, além das Upinhas 24h (Dr. Moacyr André Gomes, na Av. Norte; Dr. Hélio Mendonça, no Córrego do Jenipapo; Dra. Fernanda Wanderley, na Linha do Tiro, e Governador Eduardo Campos, localizada na Bomba do Hemetério), onde foram realizados 3.668 atendimentos, a maioria para as urgências clínicas e pediátricas (1.895 e 1.601 respectivamente). Também foram realizados atendimentos em traumato ortopedia (19) e odontológicos (153). No total, houve redução em 15% nos atendimentos de urgência nos SPA, em relação ao Carnaval do ano passado.

MATERNIDADES – As quatro maternidades do Recife (Arnaldo Marques, no Ibura; Bandeira Filho, em Afogados; Barros Lima, em Casa Amarela, e Hospital da Mulher do Recife) funcionaram regularmente neste período, realizando 213 partos (sendo 150 normais e 63 cesáreas, 23 curetagens). Passaram pela triagem das quatro unidades 768 mulheres.

IST/AIDS -Testagem para HIV, Sífilis e Hepatites – Na Praça do Arsenal e no Polo Ibura, foram montados postos para testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites virais. Ao todo, 1.319 pessoas (692 homens e 627 mulheres) passaram pelos testes, sendo detectados 11 casos positivos para HIV (10 do sexo masculino e 1 do sexo feminino). O resultado para sífilis deu positivo para 84 pessoas (33 do sexo feminino e 51 do sexo masculino); para hepatite B, foram 05 casos positivos (3 no sexo masculino e 2 no sexo feminino) e 04 casos positivos (02 no sexo feminino e 02 no sexo masculino) para hepatite C. 

As pessoas que tiveram testes positivos receberam aconselhamento no próprio estande e foram orientadas a procurar o serviço de referência. Nos próximos 15 dias, a Vigilância Epidemiológica continuará a busca ativa para acompanhar o desfecho desses casos. A testagem rápida pra HIV, sífilis e Hepatites ainda continuará no Polo do Ibura hoje. 

VIGILÂNCIA SANITÁRIA  – Durante o ciclo carnavalesco, os inspetores da Vigilância Sanitária realizaram  21% a mais de inspeções que em 2019, totalizando 1.500 inspeções nos comércios formal e informal. Houve 07 apreensões e inutilização de alimento. Os técnicos da Visa também emitiram 2 termos de infração e 06 de notificação, por infração.

Os profissionais também inspecionaram 45 camarotes, 46 trios elétricos e os serviços de saúde. Ao longo da festa, havia inspetores de plantão no estante da Vigilância Sanitária, na Praça do Arsenal, para receber denúncias de foliões. No local, também foram distribuídos panfletos informativos em 4 idiomas (português, inglês, espanhol e mandarim) sobre o novo coronavírus.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA  – O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs Recife) funcionou 24 horas para dar respostas imediatas a surtos e emergências em saúde pública. Foram recebidas 40 notificações, sendo 03 investigações imediatas realizadas com coletas de amostras para diagnóstico específico (1 sarampo, 1 Síndrome Respiratória Aguda Grave, 1 COVID19).  

VIGILÂNCIA AMBIENTAL E CONTROLE DE ZOONOSES – Equipes de Agentes de Saúde Ambiental e Controle de Endemias fizeram, nos dias do Carnaval, inspeção em 874 imóveis. Nesses locais, foram realizados tratamento focal com larvicida biológico e eliminação dos possíveis criadouros.

SAÚDE DO TRABALHADOR – Os técnicos do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador realizaram visitas a 159 pontos de comércio, para orientar os trabalhadores sobre boas práticas no trabalho. 

OUVIDORIA – A Ouvidoria do SUS recebeu 44 ligações, entre a sexta (22) e a terça (25). Cerca de 60% das denúncias recebidas foram resolvidas no ato do atendimento, demonstrando o potencial de resolutividade.

CORONAVÍRUS – A Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife informa que está acompanhando o primeiro caso suspeito de coronavírus na cidade. Este é o 59° caso suspeito no Brasil, dos quais 54 foram descartados e cinco seguem em investigação, em diversos estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) do Recife foi comunicado, nesta terça-feira (25), sobre a chegada de um caso suspeito de COVID-19 ao Aeroporto Internacinal do Recife. O plano de contingência foi acionado, seguindo os protocolos recomendados pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde, e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Metropolitano do Recife fez o transporte da paciente para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc). A mulher de 51 anos, residente em Caruaru, veio de São Paulo para o Recife, depois de passar por Milão, e apresentava quadro clínico estável no momento do transporte.

A Secretaria de Saúde do Recife informa ainda que a Vigilância Epidemiológica do município também está apoiando a Anvisa e a Secretaria de Saúde do Estado no que se refere ao monitoramento dos passageiros que tiveram contato com o caso suspeito.

A Sesau lembra que, desde janeiro, profissionais da Atenção Básica, Média e Alta Complexidade e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), agentes redutores de danos, além dos núcleos de epidemiologia das unidades de saúde municipais e privadas, receberam treinamento sobre as características do coronavírus e dos sinais, sintomas e tratamento do COVID-19; como identificar casos suspeitos, como deve ser o fluxo de notificação, como conduzir os pacientes que venham a procurar as unidades municipais com sintomas de infecção por coronavírus, como evitar a transmissão do coronavírus e outros vírus, entre outras orientações.

A Sesau também capacitou profissionais da Secretaria de Turismo Esportes e Lazer do Recife (Seturel), representantes do trade turístico, do Sindicato dos Taxistas e motoristas de aplicativos sobre o novo coronavírus, para deixar os profissionais de turismo aptos a dar as primeiras orientações aos visitantes sobre o novo vírus e tranquilizar os turistas sobre a situação na capital pernambucana.

POLUIÇÃO SONORA – A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade fiscalizou as ocorrências de poluição sonora durante o Carnaval. Foram emitidos 610 alvarás para Utilização Sonora. Ao longo da festividade foram realizadas fiscalizações em 26 blocos, percorridos em 10 bairros do Recife. Tivemos nesse período 7 autos de infrações lavrados por falta de alvará e/ou descumprimento de condicionantes do Alvará para uso do equipamento sonoro.

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife esteve presente durante todo o carnaval com um espaço institucional localizado na Central do Carnaval com profissionais habilitados para orientar a população com ações de conscientização ambiental. A equipe de Educação Ambiental orientou os foliões a brincar com responsabilidade e respeito à biodiversidade. Ao longo dos dias, 1.280 pessoas foram conscientizadas acerca das questões ambientais, coleta seletiva e educação ambiental.