Recife celebra o maior Carnaval de Rua do Brasil com 1,6 milhão de pessoas

< Anterior  Próxima >

Hotéis da cidade registraram 97% de ocupação e foliões do Brasil e do mundo brincaram em 45 polos com 2700 apresentações com 99% de artistas da terra

O folião recifense brilhou e o Recife confirmou em mais um ano de grande sucesso o maior carnaval de rua do Brasil. Um total de 1,6 milhões de brincantes circularam pelos 45 polos montados pela Prefeitura do Recife e fizeram mais uma vez uma festa gigantesca e pacífica. Celebrando essa vocação do recifense para o a festa de Momo, em toda a sua colorida e efusiva alegria, o Carnaval 2019 contou com 2,7 mil apresentações nos 45 polos espalhados por toda a cidade.

A movimentação de turistas comprova o grande sucesso do Carnaval do Recife 2019.  A ocupação hoteleira do Recife chegou a 97%, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH-PE). A movimentação no Aeroporto Internacional dos Guararapes, entre a segunda-feira (pré Carnaval) até a terça-feira de Carnaval, foi de 226,4 mil pessoas, um aumento de 11,9% em relação ao mesmo período do ano passado. No Terminal Rodoviário do Recife (TIP), passaram cerca de 45 mil passageiros, um aumento em torno de 15% em relação ao movimento normal.

No Recife Antigo, coração da festa, a programação abriu alas para todos os recifenses, assegurando protagonismo, acolhimento e visibilidade aos mais diversos públicos, com camarote da acessibilidade para cadeirantes e surdos, tradução de Libras de todos os shows do maior palco da festa e campanha de combate à violência contra a mulher, para garantir um Carnaval plural.

A celebração à cultura pernambucana, em todas as suas tradições, levou mais de 1.050 artistas para cima dos palcos da cidade, além de 672 apresentações de agremiações. Só no Marco Zero, na Rua da Moeda e na Praça do Arsenal, palcos localizados no coração da folia, foram 134 shows em cinco dias de festa.

No domingo, na segunda e na terça, o bairro registrou seu maior público, com uma média de 300 mil pessoas por dia, para prestigiar grandes atrações, como Leci Brandão, Alcione, Jota Quest, Cordel do Fogo Encantado, Alceu Valença e Elba Ramalho, no Marco Zero, até a Quarta-feira ingrata raiar, entre os acordes do Orquestrão, comandando pelo incansável Maestro Spok.

Já na noite de abertura, mais de 60 mil pessoas se reuniram no Marco Zero para celebrar as várias cenas da cultura recifense, representadas pelo espetáculo Carnaval de Todo Mundo, concebido pelo bailarino Dielson Pessoa e pelo músico Cesar Michiles, que conseguiram colocar o Recife inteiro em cima do palco, representando a diversidade de públicos, ritmos e movimentos que fazem da cidade um arranjo único de tradições, vocações e inovações culturais.

A festa seguiu com grandes apresentações e públicos sempre numerosos. No sábado, mais de 100 mil pessoas foram ao Recife Antigo assistir aos shows de Lula Queiroga, Fafá de Belém e Paralamas do Sucesso, no Marco Zero; Geraldo Azevedo e Romero Ferro, no Arsenal; e Belo Xis e Gerlane Lops no palco do samba, na Rua da Moeda.

Este ano, o Carnaval do Recife também ganhou o mundo também pela internet. Mais de 380 mil pessoas acompanharam as 40 horas de transmissão ao vivo dos palcos do Marco Zero, Arsenal e Rec-Beat, no Facebook e Youtube. A campanha contra o assédio criada pela Presença Digital/ Gabinete de Imprensa em parceria com as secretarias a Mulher e do Turismo do Recife tomou conta do Brasil também. Só no Instagram de Alcione Alves (@alcionealves27), parceira na ação, mais de meio milhão de pessoas visualizaram o clipe. O conteúdo também foi compartilhado por perfis relevantes, como Mídia Ninja, Quebrando o Tabu, Mete a Colher e Garotas Estúpidas.

Nos canais da Prefeitura do Recife e Carnaval do Recife, mais de 900 mil pessoas foram impactadas organicamente (sem uso de patrocínio) pelo clipe. Houve mais de 55 mil interações (reações e comentários) e mais de 4 mil compartilhamentos. E outras 120 mil pessoas foram impactadas pelo manual na sua versão ilustrada.

O aplicativo para smartphone, Carnaval do Recife 2019, atingiu o TOP 4 dos app gratuitos mais procurados no Google Play, atrás apenas do Twitter, Twitter Lite, e Portal G1, com 37 mil downloads. O Pool de TVS que este ano contou com nove câmeras e um drone transmitiu 40 horas de shows para emissoras de rádio e TV de todo o Brasil. Para fazer a cobertura da maior festa popular de rua do Brasil foram credenciados 850 profissionais de imprensa de 113 veículos de comunicação entre jornais, revistas, rádios, TVs e internet.

Polos – Por toda a cidade, grandes atrações convidaram os recifenses a festejar Momo nos polos de bairro. O maior público foi registrado na Lagoa do Araçá, onde a banda Baiana System atraiu mais de 30 mil pessoas, no domingo.

No Alto José do Pinho, cerca de 15 mil pessoas frequentaram o polo, que recebeu Natirus, Otto, além de Zé Brown e da banda Devotos, dona da casa, que lançou seu novo disco.

A Várzea registrou a mesma média de público e teve como ponto alto da programação os shows de Cordel do Fogo Encantado e Natiruts.

Casa Amarela e Campo Grande, onde se apresentaram artistas como Jorge Aragão e Fafá de Belém, respectivamente, também superaram a média de público dos anos anteriores e receberam de 10 a 12 mil pessoas por dia.

Na Praça do Arsenal, que teve média de 12 mil pessoas por noite, passaram nomes como Almério, Sagrama, Silvério Pessoa, Família Salustiano.

No Centro, o Pátio de São Pedro recebeu até 10 mil pessoas por noite, com atrações como Michelle Melo, Lucas dos Prazeres, Mestro Edson Rodrigues, Marcelo Jeneci, Siba, Maciel Salu, Flaira Ferro. Já o Pátio do Terço, recebeu um público de até 6 mil pessoas por noite. O Mercado da Boa Vista, a Praça da Independência e a Rua da Moeda atraíram uma média de 3 mil pessoas por noite.

Chão – Em todos os polos, mais de 672 agremiações, entre bois, caboclinhos, maracatus, ursos, blocos e clubes de frevo, desfilaram suas tradições por toda a cidade. No Corredor do Frevo, no Recife Antigo, mais de 63 blocos se apresentaram nos quatro dias da festa, a partir das 16h.

Polos infantis – Nas tardes do Recife Antigo, quem fez a festa foram os pequenos foliões, que contaram com uma novidade este ano: uma programação infantil diurna, protagonizada por Tio Bruninho e Fada Magrinha, na tarde de ontem. No Segundo Jardim, também teve novidade para a criançada: os pequenos contaram com programação no domingo, participando de um animado cortejo de momo.

Ainda não acabou – No Mercado da Boa Vista e no Ibura de Baixo, a quarta-feira não será ingrata. Vai ter agremiação, orquestra de frevo e shows para quem não quer se despedir da folia.

Amanhã (7), a partir das 10h, o Pátio de São Pedro recebe a apuração do Concurso de Agremiações, realizado este ano na Avenida Nossa Senhora do Forte e na Avenida do Forte. Os vencedores receberão R$ 730,5 mil em prêmios.

Galo – Os serviços de desmontagem do Galo começaram às 6h desta quarta-feira. Às 18h, a Ponte Duarte Coelho deverá ter o tráfego liberado.

Números da festa

– Total de apresentações: 2.700, entre agremiações e atrações de palco

– 99% de atrações pernambucanas

– 1050 artistas contemplados

– 155 apresentações de orquestras

– 672 apresentações de agremiações

– 739 atendimentos para blocos/agremiações de rua

– 63 blocos e agremiações no Corredor do Frevo

Apoio – Total do investimento da Prefeitura do Recife no apoio financeiro às agremiações para o Carnaval 2018: R$ 2,4 milhões

– 255 agremiações receberam apoio financeiro.

– Primeira parcela no valor de R$ 1,2 milhão já foi paga. A quitação da segunda se dá logo após o Carnaval, mediante prestação de contas e comprovação do desfile.

Concursos – Total de R$ 877.540,00 em prêmios para os concursos de Rei e Rainha do Carnaval, Fantasias, Passistas (Juvenil, Adulto e de Rua), Porta-Estandarte, (Índio, Caboclinho, Maracatu Baque Virado, Maracatu de Baque Solto, Clubes e Troças de Frevo), Porta-Bandeira e Mestre Sala e Porta-Flabelo. Concurso de Agremiações com 11 modalidades: Troças Carnavalescas, Clubes de Frevo, Clubes de Boneco, Blocos de Pau e Corda, Maracatus de Baque Solto, Maracatus de Baque Virado, Caboclinhos, Tribos de Índios, Bois de Carnaval, Ursos (La Ursa) e Escolas de Samba.

CENTRAL DO CARNAVAL – A Central do Carnaval funcionou da última quarta-feira (27) até a madrugada desta quarta-feira de cinzas. Passaram pela Central de Serviços e Arena Gastronômica cerca de 440 mil pessoas. A movimentação financeira entre os dias 27 de fevereiro e 5 de março chegou a R$ 390 mil somando a Central de Serviços e Arena Gastronômica.

A Central do Carnaval reuniu ações das secretarias de Turismo, Esportes e Lazer; da Mulher;  de Meio Ambiente; de Direitos Humanos; Procon; Empreendedorismo; entre outros. A Arena Gastronômica, com 11 restaurantes, integrou o complexo de serviços e  garantiu as mais variadas comidas e bebidas para reabastecer as energias de todos.

No Achados e Perdidos, com dados atualizados até o fechamento do expediente da terça-feira (5), foram realizados 129 atendimentos e um total de 92 itens encontrados. Destes, nove tiveram os seus donos identificados ainda durante o Carnaval e foram devidamente devolvidos, 83 itens seguem guardados. Entre os objetos encontrados estão documentos de identificação, carteiras, chaves, cartões de crédito, entre outros.


Todo material recolhido fica na Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, que fica no 7º andar da Prefeitura do Recife, na Avenida Cais do Apolo, no Recife Antigo, até o fim de março. A partir de abril o material deve ser resgatado na agência central dos Correios, que fica na Avenida Guararapes, no Centro.

Uma das novidades deste ano, o EcoCopo Folião foi um sucesso entre os brincantes. Foram vendidos 1.456 copos, gerando um impacto de 94.117 copos descartáveis que deixaram de ser utilizados, favorecendo o meio ambiente. Outra ação de sustentabilidade do espaço foi o reaproveitamento de óleo, através de uma parceria com a ASA, empresa especializada em produtos de limpeza e conservação. Cerca de 350 litros de óleo reaproveitados da Arena serão transformados em sabão em barra.

ATENDIMENTO AO TURISTA – Entre os dias 1 e 5 de março, os Centros de Atendimento ao Turista (CATs) localizados no Recife realizaram 1.112 atendimentos. A unidade móvel, estacionada na entrada na Central do Carnaval, realizou 375 atendimentos, seguida da unidade do Aeroporto, com 320, e do Arsenal, com 237 atendimentos. Foram 876 atendimentos para brasileiros e 236 para estrangeiros. Os CATs são: CAT Móvel, Aeroporto, Shopping Recife, Praça do Arsenal, TIP e CAT Ambiental (Segundo Jardim).

MOVIMENTAÇÃO TURÍSTICA – O Verdadeiro Carnaval de Rua do Brasil já entrou no calendário festivo da população brasileira e internacional. No Recife, que conta com mais de 16,3 mil leitos, a ocupação hoteleira chegou a quase sua totalidade, com 97%, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH-PE). A movimentação no Aeroporto Internacional dos Guararapes, entre a segunda-feira (pré Carnaval) até a terça-feira de Carnaval, foi de 226,4 mil pessoas, um aumento de 11,9% em relação ao ano passado. No Terminal Rodoviário do Recife (TIP), passaram cerca de 45 mil passageiros, um aumento em torno de 15% em relação ao movimento normal.

PESQUISA DE OPINIÃO –  Atenta em promover a festa que o folião quer, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer  do Recife realizou uma pesquisa de satisfação durante os dias de Momo. Foram entrevistadas 348 pessoas. Destas, 99,1% recomendam o Carnaval do Recife para outras pessoas; 98,7% afirmaram que o Carnaval do Recife superou ou atendeu às expectativas;  97% pretendem brincar o Carnaval no Recife novamente.

RECEPTIVO – Os viajantes que estiveram na cidade foram instigados para curtir a folia recifense com as ações de marketing promovidos pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.  A já tradicional Blitz nos Hotéis, que passou por 30 meios de hospedagem, contou com um Bloquinho de Rua invadindo o café da manhã dos turistas, entre os dias 28 de fevereiro e 3 de março. Ao som de muito frevo, os personagens interagiram com o público, foram distribuídos 750 kits folia, com pochete, tatuagens e pop socket promocional da folia, além de mais de 1.000 panfletos divulgando o aplicativo oficial do Carnaval do Recife e as máscaras da folia.

Também foram realizadas ações estratégicas com o Bloquinho na Orla de Boa Viagem, Recife Antigo, Shopping Tacaruna e em grandes eventos, como o 55º Baile Municipal.

Outra forma de divulgação do Carnaval foi o Caminhão da Malhação, que circulou por cidades com grande fluxo de turistas levando frevo e convidando o público para a programação do Recife. A unidade móvel que leva aulão de dança gratuito à população passou por João Pessoa, Tamandaré, Porto de Galinhas, além da própria Orla de Boa Viagem, entre os meses de janeiro e fevereiro. 

Uma das novidades deste ano foi a programação especial do Olha! Recife durante o mês de fevereiro. Todos os passeios no mês que antecedeu o Carnaval foram temáticos homenageando a folia. Os roteiros foram diversos, desde poetas do Carnaval quanto um tour pelas ruas cantadas nos tradicionais frevos.  O Olha! Recife é o projeto de sensibilização turística que oferece passeios gratuitos, com guias de turismo, de forma gratuita, para recifense e também turistas.

ESTACIONAMENTO GRATUITO – Com o objetivo de melhorar a mobilidade das pessoas no Bairro do Recife, mais uma vez, a iniciativa da Prefeitura do Recife de abrir o estacionamento do seu edifício-sede e realizar parcerias para que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e o Tribunal Regional Federal (TRF) também disponibilizassem seus estacionamentos, foi um sucesso. Mais de 15 mil veículos e bicicletas passaram pelos quatro espaços entre a sexta-feira (1º) e a terça-feira (5). 

Sexta-feira (1º)  – 2.044 veículos 

Sábado (2) – 1.850 veículos 

Domingo (3) – 3.614 veículos 

Segunda-feira (4) – 3.208 veículos 

Terça-feira (5) – 4.576 – veículos 

TOTAL DOS CINCO DIAS – 15.292 veículos

DIREITO DO CONSUMIDOR – O Procon Recife entregou 4000 abanadores, 2000 mil folhetos e 600 adesivos com orientações para o consumidor neste Carnaval. No posto avançado do Procon, foram realizados 355 atendimentos com orientações sobre os direitos dos consumidores e práticas comerciais indevidas comuns nesta época do ano. Ainda foram visitados 45 estabelecimentos como bares, mesas e barracas com adesivação de informaçoes sobre direitos do consumidor.

Caso algum folião deseje registrar alguma reclamação, deve se dirigir à sede do PROCON Recife na Rua Carlos Porto Carreiro, 156, Boa Vista, de segunda a sexta-feira, das 08h às 13h ou através do 08002811311.

MULHER – No primeiro carnaval com a Lei do Assédio em voga, a Secretaria da Mulher investiu pesado no combate à violência de gênero.  O Pequeno Manual Prático de Como não ser um Babaca no Carnaval viralizou nas redes sociais e ganhou versões de vídeo e áudio com a parceria da humorista e digital influencer Alcione Alves. O vídeo foi exibido nos intervalos dos shows dos principais palcos da folia. A campanha foi assinada pela Presença Digital do Gabinete de Imprensa e pela Secretaria da Mulher do Recife. A versão impressa do Manual foi entregue aos turistas no Kit Folia, distribuídos pela Secretaria de Turismo e Lazer.

Durante os quatro dias de carnaval,  foram distribuídas cinco mil tatuagens com os dizeres “não é não”, “o corpo é meu”, entre outros nos polos centralizados e descentralizados.  Mais de dez mil leques com a rede de enfrentamento à violência foram ofertados no Recife.  As equipes da Secretaria da Mulher realizaram abordagens de combate à violência de gênero nos quatro cantos da folia, convidando as pessoas a tirarem fotos com plaquinhas que traziam mensagens contra o assédio, a favor dos direitos das mulheres e do combate ao feminicídio. Artistas e foliãs foram envolvidas nesse processo.  

Já na Central da Mulher, na Rua do Observatório, o Centro de Referência Clarice Lispector funcionou das 18h às 2h da manhã com duas equipes técnicas multidisciplinares. Foram atendidas e orientadas 83 mulheres que passaram pela Central, durante os quatro dias. Três ocorrências foram contabilizadas –  uma de tentativa de sequestro, uma de violência verbal e outra de saúde. As duas primeiras situações foram encaminhadas à rede de enfrentamento à violência e a última ao SAMU. A equipe acompanhou as mulheres durante todo o processo. O Liga, Mulher – disque-orientação do Clarice – recebeu duas ligações solicitando orientações. O serviço funcionou dentro da Central das 18h às 2h da manhã.  A Brigada Maria da Penha  estava atenta à população durante todos os dias.

O combate ao assédio também esteve presente na decoração do carnaval. Em parceria com a Secretaria Executiva de Comunicação Institucional, as personas da decoração trouxeram elementos como “não é não”, “respeite as minas” e símbolos feministas. As mensagens abriram os principais portais da folia e se espalharam pela cidade.

POOL DE TV – O Carnaval do Recife, este ano, teve ampla cobertura registrada por nove câmeras e um drone, que mostraram a folia no Marco Zero, na Praça do Arsenal e no festival Rec-Beat, no Cais da Alfândega. Foram mais de 40 horas de transmissão ao vivo. O conteúdo foi transmitido pela TV Cultura (TV Nova) em rede nacional, pelo SBT (TV Jornal) e pela Rede Globo, além de emissoras de rádio.

CARNAVAL DIGITAL – O Melhor Carnaval de Rua viralizou de vez neste ano. Nos canais digitais da Prefeitura do Recife e do Carnaval do Recife tivemos recordes de transmissões ao vivo, vizualizações e interrações. Mais de três milhões de pessoas do Brasil e do Mundo foram impactadas pelo conteúdo desenvolvido pela Presença Digital da PCR, com destaque para a cobertura em tempo real, o aplicativo para smartphone, o hotsite e o Manual Prático de Como não ser um Babaca no Carnaval, que este ano ganhou um clipe protagonizado pela influencer Alcione Alves.  

Manual Prático de Como não ser um Babaca no Carnaval – Versão Teile e Zaga – A campanha contra o assédio criada pela Presença Digital/ Gabinete de Imprensa em parceria com as secretarias a Mulher e do Turismo do Recife tomou conta do Brasil também. Influencers digitais, artistas e páginas com grande audiência compartilharam espontaneamente o manual ilustrado e o clipe estrelado por Alcione Alves, humorista recifense conhecida pelas narrações.

Só no Instagram de Alcione Alves (@alcionealves27), mais de meio milhão de pessoas visualizaram o clipe. O conteúdo também foi compartilhado por perfis relevantes, como Mídia Ninja, Quebrando o Tabu, Mete a Colher e Garotas Estúpidas.

Nos canais da Prefeitura do Recife e Carnaval do Recife, mais de 900 mil pessoas foram impactadas organicamente (sem uso de patrocínio) pelo clipe. Houve mais de 55 mil interações (reações e comentários) e mais de 4 mil compartilhamentos. E outras 120 mil pessoas foram impactadas pelo manual na sua versão ilustrada.

APP – Nosso aplicativo para smartphone, Carnaval do Recife 2019, atingiu o TOP 4 dos app gratuitos mais procurados no Google Play, atrás apenas do Twitter, Twitter Lite, e Portal G1. Tivemos um número recorde de download: 37 mil, um aumento de 68% em relação a 2018.

TRANSMISSÃO AO VIVO – Foram transmitidos mais de 30 shows, ao vivo, direto do Marco Zero, Praça do Arsenal e polo REC-Beat, pelo canal oficial da PCR no Facebook e pelo YouTube. Mais de 380 mil espectadores (15% a mais que no ano passado) ficaram conectados à nossa festa, por mais de 40 horas de espetáculo. Gente do Brasil e de fora, de países como Estados Unidos, Portugal, Argentina, Itália, França, Alemanha, Espanha e Canadá ficaram ligados na transmissão, através os smartphone, tablet ou computador.

HOTSITE – O site criado especialmente para o Carnaval do Recife (www.carnavalrecife.com) chegou a 76 mil pageviews. reunindo num só lugar, programação, cobertura, vídeos, fotos e serviços.

CABINE INTERATIVA – Novidade em 2019, a decoração do Carnaval do Recife ganhou um forte aliado para abrilhantar ainda mais a festa: a tecnologia. De frente para a Ponte Buarque de Macedo, na entrada da Avenida Rio Branco, uma grande projeção com acessórios virtuais se tornou um convite interativo ao folião. Uma cabine foi montada especialmente para que os brincantes entrassem no clima enquanto parte integrante do cenário montado estava a postos para recebê-los no Bairro do Recife. A brincadeira com as projeções aconteceu das 18h às 00h, do dia 1º ao dia 05/03. A montagem foi feita em parceria com a Zanzibar Produções e somou 30 horas de ação.  Cerca de 1.000 foliões entraram na brincadeira na cabine interativa

As projeções em vídeo mapping com os elementos decorativos do carnaval, incluindo os rostos dos personagens que fazem parte de toda a cenografia usada nos quatro cantos da cidade, foram animadas, tornando possível aos foliões se tornarem alguns dos personagens que integraram a decoração completamente inspirada no folião. Além disso, a projeção também contou com informações de utilidade pública com o objetivo de deixar todo mundo ligado na programação do carnaval e nos principais serviços oferecidos durante os cinco dias de folia. As alegorias gigantes ganharam vida a partir dos movimentos que os foliões faziam e tiveram como tela a fachada do Edifício São Paulo.

FREI CANECA FM – O Carnaval da Rádio Frei Caneca FM teve mais de 50 horas de transmissão ao vivo e produziu entrevistas e documentários exclusivos sobre a folia momesca. Do domingo pré-Carnaval até a Terça-Feira Gorda, houve transmissão ao vivo das 18h às 22h, além de entradas a partir das 16h.

Entre a quinta-feira, 28 de fevereiro, e a  madrugada da quarta, 6,  a Frei Caneca FM teve um total de 46 horas de transmissão ao vivo, dos polos do Marco Zero, Arsenal e Cais da Alfândega, onde aconteceu o Festival RecBeat.  Os comentários em tempo real tiveram participação de 10 entrevistados, entre bailarinos, cantores, artistas, designers e jornalistas, que contribuíram com suas vivências e olhares para a discussão sobre o que representa e o que se apresenta na folia de momo.

Rolaram ainda mais de 80 flashes e matérias de repórteres que passaram pelos polos do Recife, na área central e nos bairros. Destaque também para a veiculação dos quatro mini-documentários originais, produzidos pela Frei Caneca FM especialmente para o Carnaval. Com os temas Galo da Madrugada, Bonecos Gigantes, Brincantes Populares e Blocos de Rua, os documentários incluíram um momento de aprofundamento sobre as temáticas, por meio de entrevistas com mestres, carnavalescos e pesquisadores falando sobre o histórico, a tradição e a cultura das principais manifestações culturais da folia de momo.

A seleção musical da Frei Caneca FM também aderiu ao ritmo do Carnaval. Ainda nas prévias, desde o dia 9 de fevereiro, Dia do Frevo, o “Pen Drive da Madrugada” entrou em ação, tocando exclusivamente gêneros carnavalescos, como frevo, samba, coco, ciranda, afoxé, maracatu e caboclinho, das 0h às 6h dos sábados.

PE + BA – Se há uma dita rivalidade entre Pernambuco e Bahia pela riqueza de suas manifestações culturais, esta foi deixada de lado por um bem maior: a difusão da tradição e da brincadeira do Carnaval. Em 2019, a Frei Caneca FM firmou uma parceria inédita com a Rádio Educadora da Bahia, ampliando o alcance da comunicação pública e promovendo um intercâmbio entre os carnavais de Recife e Salvador. Galo da Madrugada, Noite dos Tambores Silenciosos e o Festival RecBeat foram alguns dos temas tratados em matérias enviadas para os ouvintes baianos, enquanto no Recife, a Frei Caneca FM veiculou a valorização de espaços para o folião pipoca, como é chamado o brincante do carnaval de rua de Salvador, e a celebração dos 45 anos de formação da banda de Armandinho, Dodô e Osmar.

Uma outra ação da emissora pública do Recife neste Carnaval foi a campanha “Transforme seu Preconceito em Respeito – Vidas Trans Importam”, que sinalizou para a importância de se conversar sobre a visibilidade trans dentro da sociedade, em especial nessa época onde a vivência dessas pessoas não é recebida de forma acolhedora e segura.

Ao longo de toda programação foi veiculada a série “Um Carnaval Pra Mim”, com depoimentos de quatro pessoas trans – Dandara, Apuã, Gabri e Aurora – falando sobre o preconceito que enfrentam cotidianamente e reforçando a necessidade de conscientização das pessoas para garantia de sua segurança.

CARNAVAL 2019 DA FREI CANECA FM EM NÚMEROS

Mais de 50 horas de transmissão ao vivo

Mais de 80 flashes e matérias dos polos do Recife

04 mini documentários

Quase 100 horas de música carnavalesca

44 reportagens, serviços e agendas ao longo do mês de fevereiro

CENTRAL DE DIREITOS HUMANOS – Entre os dias 1° a 5, profissionais da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos da Prefeitura do Recife divulgaram, na Central de Direitos Humanos, as campanhas de prevenção à violência, contra o trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, racismo e homofobia, entre outros temas ligados aos Direitos Humanos. As campanhas também foram divulgadas nos polos do Carnaval do Recife.

Na Central de Direitos Humanos, foi realizado um total de 3.662 atendimentos. Foram distribuídas 3.111 pulseiras de identificação para crianças e 419 atendimentos, para que as pessoas com deficiência tivessem acesso prioritário à área frontal do palco do Marco Zero, incluindo um total de 142 acompanhantes.

Para que os cegos pudessem consultar as atrações do Carnaval, foi disponibilizada, na Central de Direitos Humanos, a programação do Carnaval em braile, assim como no Aeroporto Internacional do Recife, no Terminal Integrado de Passageiros (TIP) e na Central de Informação Turística da Praça do Arsenal. Também foram disponibilizados cardápios em braile nos restaurantes e lanchonetes da Arena Gastronômica. Já os foliões surdos que compareceram à Central foram orientados por um intérprete de libras que ficou de plantão durante os dias de folia.

CAMAROTE DA ACESSIBILIDADE – Na nona edição do Camarote da Acessibilidade do Galo da Madrugada, cerca de 400 pessoas com deficiência, acompanhantes e pessoas idosas puderam assistir ao desfile do maior bloco de rua do mundo, no Sábado de Zé Pereira, num espaço inclusivo montado no Pátio do Carmo.

ESPAÇO DE PROTEÇÃO CRIANÇAS –  Foi montado o Espaço de Proteção no entorno do Marco Zero/Rua Antônio Martins,  Pátio do Livrament/Santo Antônio e Polo Ibura de Baixo, onde foram atendidas 226 crianças. As equipes itinerantes do Serviço Especializado em Abordagem Social de Rua (SEAS) também circularam nos polos de bairro, nas seis RPAs para identificar crianças em situação de vulnerabilidade e fazer os atendimentos. Nos espaços, também são ofertadas atividades lúdicas para crianças e depois da folia, os profissionais continuam acompanhando as crianças, checando se elas estão frequentando a escola e verificando a possibilidade de inseri-las em programas sociais.

SÁBADO DA DIVERSIDADE – No Sábado de Zé Pereira (02), o Pátio de São Pedro recebeu os artistas da LGBT. Organizado pela Gerência de Livre Orientação Sexual do Recife (GLOS), o Sábado da Diversidade teve o objetivo de contribuir para a participação dos artistas LGBT no Carnaval do Recife, fomentando a cultura LGBT e promovendo o respeito à diversidade sexual no período do Carnaval.

No local, foi divulgada a campanha Recife Sem Preconceito e Discriminação, que visa promover ações integradas para fortalecimento das políticas de promoção e defesa da cidadania LGBT, além de divulgar os serviços oferecidos pelo Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT do Recife – espaço de promoção da cidadania e garantia de direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, habilitado a fornecer orientações sobre direitos humanos e prestar atendimento especializado a vítimas de discriminação e violência homofóbica.

ADESIVOS – Para combater o preconceito por causa da orientação sexual e da identidade de gênero, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife adesivou 300 banheiros químicos, bares e restaurantes, nos polos de Carnaval, com adesivos da Campanha Recife Sem Preconceito e Discriminação. Os adesivos continham a frase: “Trans, cisgênero, hétero, gay, bi, assexual, negro, branco, com deficiência, gordo, magro, alto, baixo, pobre, rico: este banheiro é de todos os homens!”. Os banheiros femininos tiveram adesivos equivalentes.

DROGAS – A Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas do Recife (Sepod), entre os dias 25 a 1° fez ações de prevenção ao uso abusivo de drogas nos bares e restaurantes próximos aos polos da folia nas RPAs. As equipes alertaram os funcionários de mais de 1.140 estabelecimentos, fixando adesivos sobre a Lei 13.106/15, que proíbe o fornecimento de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos. Durante a folia, os mobilizadores sociais também divulgaram a campanha #BoraPrevenir para mais de 112 mil pessoas. A proposta foi alertar sobre os cuidados com bebidas alcoólicas, com ênfase no trânsito através de distribuição de materiais como: abanadores e viseiras. Seis totens itinerantes estimularam pessoas a realizarem selfies e viralizarem a campanha #BoraPrevenir nas redes sociais. Com o apoio da imprensa, distribuição de materiais, outdoors ambulantes e os totens itinerantes a #BoraPrevenir teve mais de um milhão de pessoas impactadas com as ações de prevenção.

EMPREENDEDORISMO – Carnaval também é época para movimentar a economia e estimular o empreendedorismo. Ao todo, 240 empreendedores e empreendedoras cadastrados pela Prefeitura do Recife trabalharam para atender o folião durante o Carnaval e faturaram cerca de R$ 1,4 milhão.

Nos polos centralizados e descentralizados, 196 profissionais comercializaram comidas e bebidas nas barracas oficiais montadas nos polos da folia e o faturamento deles chegou a R$ 1.1 milhão.

A venda de adereços e fantasias na Central do Artesanato, montada na Praça do Arsenal, também rendeu bons dividendos para os 32 artesãos e artesãs, que faturaram R$ 197.391,00 durante a festa. Os 10 pontos de alimentação artesanal do Prodarte, situados na rua Dona Maria César, venderam cerca de R$ 30 mil.

Total geral de faturamento: R$  1,4 milhão

LIMPEZA – Mais de mil garis e cem fiscais atuaram, diariamente, durante o Carnaval para garantir a limpeza urbana na festa de Momo. De sexta até a Terça-Feira Gorda, foram recolhidas 500 toneladas de lixo, sendo 129 toneladas apenas no Galo da Madrugada, realizado no Sábado de Zé Pereira. Novidade este ano, a sustentabilidade também teve forte apelo na folia com a instalação de Ecopontos para o recolhimento de materiais recicláveis, além de uma parceria com catadores de resíduos que atuaram nos polos do Bairro do Recife. A população aderiu ao conceito e foram recolhidas ao todo mais de 12 toneladas de material reciclável, sendo 4,84 toneladas de alumínio (latinhas) e 5,10 toneladas de plásticos no Ecoponto do Centro do Recife.  A Prefeitura também obteve forte engajamento da sociedade nos Pontos de Entrega Voluntária (PEV), distribuídos em 30 pontos fixos e 2 móveis (Ecomóvel). Nos locais foram recolhidos 2,43 toneladas de material reciclável.

O reforço na limpeza foi realizado em todos os polos do Recife. Para a organização dos espaços, a Prefeitura utilizou 1,9 milhões de litros de água, 2.073 litros de detergente, 2.320 litros de essência de cheiro. As equipes contaram com o apoio de caminhões, carros-pipa, compactadores de lixo e 400 contentores de lixo.

O serviço também contou com o Ecobarco, que, durante a festa, realizou a coleta dos resíduos flutuantes do Rio Capibaribe. Além disso, os polos do Parque da Jaqueira, Dona Lindu, Parque Santana e da Macaxeira receberam o reforço das Ecobikes que circularam pelos locais.

OPERAÇÃO DE TRÂNSITO – A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) preparou uma grande operação para garantir a mobilidade dos foliões durante o Carnaval do Recife 2018. Entre os serviços que foram oferecidos estão o Expresso da Folia; a implantação de seis pontos de táxis provisórios em locais estratégicos, a implantação de corredores exclusivos para ônibus e táxis e o Convênio Táxi Metropolitano, que garantiu o aumento da frota de táxi com o reforço de veículos de oito municípios da RMR, além do Recife.

No total, a operação da CTTU contou com um efetivo diário de 250 profissionais, sendo 110 agentes e 140 orientadores de trânsito.  A CTTU também elaborou um grande esquema de circulação na área central da cidade, com a interdição de vias no Bairro do Recife e Santo Amaro, assim como em ruas que compõem os bairros de Santo Antônio e São José.

Houve também o fechamento da Ponte Duarte Coelho, onde está a alegoria do Galo, da Ponte Buarque de Macedo, que neste ano teve circulação exclusiva para pedestres, assim como funciona a Ponte Maurício de Nassau. Já as pontes Giratória e Princesa Isabel ficaram com a circulação exclusiva para a passagem de ônibus, táxis e linhas especiais do Expresso da Folia. Apenas a Ponte do Limoeiro ficou liberada para o tráfego misto (carros e motos), porém contou com uma faixa exclusiva para ônibus e linhas do Expresso da Folia.

A prioridade de circulação também foi mantida ao longo da Avenida Cais do Apolo até as proximidades do ponto de desembarque do Expresso da Folia, nas proximidades do prédio do Porto Digital. A restrição de circulação de veículos comuns foi montada no cruzamento da Rua Princesa Isabel com a Rua do Hospício e o bloqueio para o tráfego misto se estendeu a partir do acesso à Ponte Princesa Isabel. A ação facilitou ainda mais a mobilidade dos foliões, principalmente daqueles que utilizaram o transporte público.

As interdições começaram a ser desfeitas a partir das 6h desta Quarta-feira de Cinzas (14). A Ponte Duarte Coelho, onde está montada a estrutura do Galo da Madrugada, tem previsão para ser liberada na tarde desta quarta-feira (6). A expectativa da CTTU é que o trânsito do Recife volte à normalidade com todas as vias liberadas para a passagem de veículos ainda hoje (6).

EXPRESSO DA FOLIA – Sucesso há 18 anos, o Expresso da Folia iniciou a sua operação durante o Sábado de Zé Pereira (2). No total, 1.494 viagens foram realizadas pelos dois serviços nos quatro dias de operação e 32.554 passageiros foram atendidos.

O Expresso da Folia no Galo funcionou das 7h às 17h45 e contou com a frota de 30 ônibus, que saíram dos shoppings RioMar, Recife, Plaza e Tacaruna e levaram cerca de 3.900 até a Avenida Martins de Barros e o Cais de Santa Rita.

No Expresso da Folia tradicional, que transportou os foliões que brincaram no Bairro do Recife, das 18h do sábado (2) até as 5h desta Quarta-feira de Cinzas (6), uma frota de 39 ônibusfoi destaca para sair dos shoppings RioMar, Recife, Plaza e Tacaruna. Ao todo, 28.654 passageiros foram transportados até o Bairro do Recife.

A passagem do Expresso custou R$ 12 e deu direito à viagem de ida e volta. Toda a frota utilizada estava equipada com elevadores para pessoas com deficiência ou baixa mobilidade. A terça-feira (4) foi o dia em que mais pessoas utilizaram o serviço, com 10.967 passageiros, e o Shopping Recife o que teve maior presença de público no Expresso tradicional, com 11.358 pulseiras vendidas.

TÁXI METROPOLITANO – A população também pôde contar com os serviços dos táxis oriundos dos municípios de Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São Lourenço da Mata, Camaragibe, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu e Cabo de Santo Agostinho. A circulação foi autorizada às 0h da quinta-feira (20) até às 12h desta Quarta de Cinzas (6). Dessa forma, a frota desses municípios foi somada aos 6.126 táxis cadastrados no Recife, havendo um reforço de cerca de 50% nos táxis disponíveis. Este ano o Sindicato dos Taxistas de Pernambuco, Sindtaxi-PE, registrou um aumento de 60% nos números das viagens de táxi realizada no Carnaval.

Pela central de atendimento da Autarquia (0800.081.10.78), que funcionou durante as 24h do dia no período momesco, entre a noite da sexta-feira (1) e a manhã desta quarta-feira (6), foram recebidas seis denúncias contra os taxistas, quatro a menos que em 2018, onde dez reclamações foram registradas, informando atitudes abusivas. A reclamação mais inciden-te foi a recusa de passageiros. Todas as denúncias serão apuradas pela CTTU e os taxistas serão acionados para maiores esclarecimentos.

FISCALIZAÇÕES – Foram realizadas 429 autuações a veículos, sendo a maioria das notificações por estacionamento em local proibido, sobretudo, nos bairros de São José, Santo Antônio, Santo Amaro e Bairro do Recife. Houve ainda a remoção de 95 veículos para depósito.

CONTROLE URBANO – Durante o Carnaval 2019, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) disciplinou o comércio informal e o controle urbano. O trabalho de ordenamento começou ainda antes do período momesco, com o  licenciamento de 487 blocos. Já entre a sexta-feira (1º) e a madrugada da Quarta de Cinzas, a fiscalização foi feita 24h por dia. O objetivo do trabalho é garantir a mobilidade do folião e o ordenamento da festa. Ainda antes de começar a folia no Bairro do Recife, fiscais vistoriaram imóveis e interditaram 61 deles por danos estruturais ou documentação irregular.

Foram  apreendidas carroças, carros de mão, isopores e caixas térmicas, que colocavam os pedestres em risco no passeio. Todo o material, apreendido por estar em local irregular e atrapalhar a mobilidade do folião poderá ser retirado pelos responsáveis a partir de quinta-feira (7).

Para garantir a organização do carnaval, mais de 560 fiscais da Semoc realizaram monitoramento durante o período pré e pós e carnavalesco, no Bairro do Recife e nos demais polos do centro. Pontos de monitoramento foram montados no entorno de importantes polos, com o objetivo de inibir a ação do comércio informal não autorizado e garantir a mobilidade dos foliões. Ao todo, 466 comerciantes informais foram cadastrados para atuarem no Bairro do Recife. Bares e restaurantes também foram fiscalizados, para não ocuparem os passeios públicos de maneira desordenada e atrapalhar os foliões.

Os fiscais iniciaram o trabalho de vistoria dos camarotes ainda em janeiro de 2019. Durante toda a semana-pré, operações de desobstrução do trajeto do bloco e fiscalização dos camarotes foram realizadas, garantindo a organização e a mobilidade das pessoas. Imóveis foram adesivados, alertando aos foliões sobre o perigo de subir nas marquises. Também houve a vistoria de mais de 700 imóveis e a  interdição de 61 deles, que funcionariam como camarotes e apresentavam problemas estruturais ou de documentação. A fiscalização nos camarotes foi realizada também no dia do desfile.

SAÚDE – De quinta (27) até esta quarta (6), o espaço Cuide-se montado pela Secretaria de Saúde do Recife na Praça do Arsenal distribuiu 43.200 preservativos, 7.300 lubrificantes, 5.540 garrafas plásticas e oito mil porta tudo.

Para garantir a atenção à saúde dos foliões nos dias de Momo, a Secretaria de Saúde do Recife intensificou os plantões dos profissionais.  Ao todo, mais de três mil profissionais da Secretaria Municipal de Saúde estavam envolvidos no esquema preparado para a festa, incluindo equipes das áreas de Redução de Danos, Vigilâncias Ambiental, Epidemiológica e Sanitária, além do Samu Metropolitano do Recife.

SAMU – Foram montados cinco postos fixos do Samu Metropolitano do Recife no percurso do Galo da Madrugada, e um Posto Médico Avançado na Avenida Alfredo Lisboa, no Bairro do Recife, que funcionou desde a sexta-feira (1º). No dia do desfile do Galo, foram realizados 427 atendimentos nos cinco postos do Samu.

Durante o Carnaval, as unidades móveis do Samu continuaram disponibilizando também atendimento nos polos descentralizados, com apoio de 25 motolâncias e 33 ambulâncias.   No Posto Médico Avançado, na Avenida Alfredo Lisboa, no Bairro do Recife, foram realizados 305 atendimentos.

SERVIÇO DE PRONTO ANTENDIMENTO – SPA – A rede municipal de saúde contou com oito serviços de pronto atendimento neste Carnaval, além das quatro Upinhas 24h – Dr. Moacyr André Gomes (Morro da Conceição), Dr. Hélio Mendonça (Córrego do Jenipapo), Dra. Fernanda Wanderley (Linha do Tiro) e Governador Eduardo Campos (Bomba do Hemetério). Ao todo, foram realizados 4.366 atendimentos, com destaque para as urgências clínicas e pediátricas (1.854 e 2.236 respectivamente), 102 em traumato-ortopedia, 173 odontológicos e 1 cirurgia. Houve aumento de 8,7% no número de pessoas atendidas, comparando com 2018, com destaque para os atendimentos pediátricos, devido ao período de alta estação, quando aumentam os casos de doenças respiratórias.

MATERNIDADES – As quatro maternidades do Recife funcionaram regularmente neste período carnavalesco. Durante o feriado, houve 218 partos (sendo 160 normais e 58 cesáreas). O número total de mulheres que passou pela triagem foi de 784. Em comparação com o ano anterior, houve aumento de 4,1% atendimentos nas unidades.

No Centro de Atenção à Mulher Vítima de Violência – Sony Santos, no Hospital da Mulher do Recife Dra. Mercês Pontes Cunha, no Curado, foram realizados, até a manhã desta quarta, três atendimentos, sendo dois por agressão física e um por agressão sexual.

ISTs / AIDS E REDUÇÃO DE DANOS – Foram distribuídos 230.076 preservativos masculinos, 1.250 femininos e 19 mil sachês de gel lubrificante. No total, 24.800 garrafas plásticas foram entregues para substituir as garrafas de vidro; 3.650 pulseirinhas de identificação foram distribuídas para as crianças e 24.920 porta-tudo foram entregues.

Testagem para HIV e sífilis – No total, 1.446 pessoas (746 homens e 700 mulheres) realizaram o teste rápido, sendo identificados 18 casos positivos para HIV e 121 para sífilis. Em comparação com o ano anterior, houve redução de casos positivos para HIV (1,2%) e sífilis (8,3). As pessoas que tiveram testes positivos receberam aconselhamento no local e foram orientadas a procurar o serviço de referência. A testagem rápida pra HIV e Sífilis, continuará no Polo do Ibura nesta quarta-feira (06).

VIGILÂNCIA SANITÁRIA  – Durante o período pré-carnavalesco, 250 comerciantes foram capacitados para garantir o consumo de alimentos de boa qualidade. Foram realizadas 1.187 inspeções, no comércio formal e informal, em camarotes, farmácias, postos de saúde do carnaval, trios elétricos e ambulâncias. O posto da Vigilância Sanitária montado na Praça do Arsenal mais uma vez ficou aberto para atender denúncias presenciais e realizar trabalho educativo de prevenção com os foliões.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA –  Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) manteve seu funcionamento 24 horas, dando respostas imediatas a surtos e emergências em saúde pública que por ventura viessem a surgir. Foram recebidas 79 notificações, sendo sete de doenças de notificação imediata.

VIGILÂNCIA AMBIENTAL E CONTROLE DE ZOONOSES – Na semana pré-carnavalesca, foi realizado trabalho de desratização dos polos e foram intensificadas as atividades de controle para mosquito Aedes aegypti nos polos carnavalescos e empontos de maior aglomeração e fluxo de pessoas, como aeroporto, rodoviária, metrô, hotéis e Marco Zero. Durante o período carnavalesco, foram mobilizadas equipes de agentes de saúde ambiental e controle de endemias para inspeção em 725 imóveis. Foi realizada aplicação de larvicida em 110 pontos para o controle do mosquito Aedes aegypti e foram feitas 31 aferições de qualidade de água.

OUVIDORIA – A Ouvidoria da Secretaria de Saúde do Recife recebeu, entre sexta (1º) e ontem, 64 demandas – 64% delas foram resolvidas imediatamente.

CONECTA RECIFE- Além dos 137 hubs fixos do Conecta Recife, rede de aceso wi-fi gratuito, espalhados pela cidade do Recife, a Prefeitura do Recife, através da Empresa Municipal de Informática – EMPREL, ofereceu pontos extras na Arena Gastronômica e na Central de Serviços da PCR que funcionaram na Rua do Observatório (Praça do Arsenal-Recife Antigo), durante o Carnaval.

No total, 49.337 pessoas se conectaram à rede do Conecta Recife nos dias de folia, sendo quase 10mil só no Recife Antigo e 1,8 TeraBytes de dados foram transmitidos.

GUARDA MUNICIPAL DO RECIFE  – Durante o Carnaval, uma média de 400 agentes atuaram diariamente nos dias de festa. Os profissionais centraram o trabalho em ações preventivas e na orientação e segurança dos foliões. A Guarda também apreendeu e coibiu o consumo de drogas, e encaminhou documentos perdidos durante à folia para a SDS e atuou no ordenamento do espaço público. De sexta (1º) a terça (5), a Guarda contabilizou 66 ocorrências.

Este ano, houve aumento de 224 agentes no Carnaval, na comparação com 2018. Também houve aumento na quantidade de viaturas para atuar na folia, que passou de 15 no ano passado para 27 este ano. Além disso, sete motos e duas estações de monitoramento foram montadas no Marco Zero e na Praça do Arsenal para garantir a tranquilidade da festividade.

A atuação da Guarda Municipal do Recife no Carnaval também foi de apoio aos órgãos e secretarias no cumprimento e execução dos serviços ofertados pela administração municipal, e de integração com os demais órgãos de segurança pública, como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.