Segundo Ensaio Coletivo de Nações empolgou a Rua da Moeda nesta sexta (8)

< Anterior  Próxima >



A Rua da Moeda foi palco para o segundo ensaio coletivo de nações na noite desta sexta. Maracatu Nação Porto Rico, o Nação Xangô Alafim e o Nação Raízes de Pai Adão junto ao Coral Voz Nagô e ao violinista e cantor Cleyton Barros fizeram o evento de preparação para o Tumaraca. Foto: Sérgio Bernardo/PCR.

Antes do tradicional Tumaraca – Encontro de Nações – no Carnaval, há muito ensaio das nações de Maracatu de Baque Virado para fazer corpos, corações e mentes vibrarem. Na noite desta sexta-feira (8), a Rua da Moeda, no Bairro do Recife, recebeu o Maracatu Nação Porto Rico, o Nação Xangô Alafim e o Nação Raízes de Pai Adão junto ao Coral Voz Nagô e ao violinista e cantor Cleyton Barros, membro do Cordel do Fogo Encantado, para a realização do segundo ensaio. O próximo, ocorrerá no mesmo local no dia 15 de fevereiro.

O secretário executivo de Cultura do Recife Eduardo Vasconcelos prestigiou o evento. Para ele, o papel da Prefeitura do Recife é justamente apoiar e incentivar a cultura popular que se mistura com a história da cidade: “as nações estão preparando um belo espetáculo, já nos ensaios conseguimos perceber uma grande integração de todos em torno de um mesmo objetivo que é o Tumaraca”.

Ao som do Hino de Pernambuco, de músicas tradicionais do repertório dos batuqueiros e das canções do Cordel do Fogo Encantado, o público dançou, sorriu, curtiu. A professora Tirza Aidar, de Campinas, São Paulo, que está no Recife há sete dias, visitando a cidade pela terceira vez, se encantou com o ensaio coletivo de nações. “Eu acho que é até melhor curtir as prévias e os ensaios do que o próprio Carnaval, pois assim nós conhecemos todo o processo de preparação para a grande festa. Nunca tinha estado aqui no período carnavalesco. Vemos que o Maracatu é uma manifestação da terra mesmo, é muito emocionante”, contou ela.

Já a pedagoga Elys Vasconcelos, moradora do Recife, conhece as nações de perto. “Acho que os ensaios são muito importantes para as pessoas terem acesso à cultura pernambucana. O meu namorado toca no Maracatu Porto Rico e eu acompanho ao máximo”, disse.

O Tumaraca, espetáculo que já faz parte da programação oficial do Carnaval do Recife há mais de quinze anos, ocorrerá no dia 28 de fevereiro, prestando homenagem ao Cordel do Fogo Encantado. O encontro reunirá 12 Nações, que têm feito ensaios separadamente nas comunidades