Otto e Erasmo Carlos encerram a 23ª edição do Festival Rec-Beat

< Anterior  Próxima >

O carnaval de 2018 marcou a 23ª edição do Festival Rec-Beat, realizado no polo do Cais da Alfândega. Mais uma vez, o festival mostrou porque, mesmo sendo um espaço de representação de uma cena mais alternativa, continua firme e forte como um dos mais efervescentes polos do carnaval da folia no Recife, frequentado religiosamente por milhares de pessoas, que nesta terça-feira foram assistir aos shows de Otto, Erasmo Carlos e DJs internacionais.

A jornalista e produtora cultural Betânia Caneca é uma dessas que passa o ano inteiro aguardando pelo início do festival. “O Rec-Beat é um dos maiores festivais de música independentes do Brasil, pois ele é muito antenado com tudo que está surgindo na música do Brasil e de outros países, a produção tem um olhar afiadíssimo para descobrir novos talentos pelo mundo a fora, sem falar na estrutura do evento que é excelente, o som é de uma qualidade extrema,” diz a produtora.

O cantor pernambucano Otto foi uma das principais atrações da noite de terça-feira, a derradeira do festival. O artista começou seu show cantando as músicas do seu mais recente álbum, Ottomatopeia, mas também cantou clássicos do seu repertório como “Seis minutos e Crua”. Performático como sempre, ele subiu ao palco vestido de boxeador e, de cara, conquistou a todos com sua energia e sua música visceral.

A noite também teve música eletrônica com os pernambucanos do Frevália , além dos DJs internacionais Worm Disco Club da Inglaterra e Black Devil Disco Club, da França. A 23ª edição do Festival Rec-Beat foi encerrada com o show do ícone da música popular brasileira, Erasmo Carlos.