Balanço: Carnaval atraiu 1,3 milhão de pessoas que conferiram mais de duas mil apresentações.

  Próxima >
1,3 milhão de pessoas circularam nos polos de folia. Foto: Bruno Campos

Nos quatro dias de folia, o Recife mostrou mais uma vez como se faz o verdadeiro Carnaval de rua do Brasil. Por toda a parte da cidade, os recifenses e turistas se vestiram de brilho e criatividade e fizeram uma grande festa, brincando em paz. Cerca de 1,3 milhão de pessoas circularam pelos 47 polos oficiais montados pela Prefeitura do Recife espalhados pela cidade, com 2.310 apresentações e 965 artistas. O investimento total na festa foi de R$ 27 milhões, sendo R$ 7 milhões da iniciativa privada. A segunda-feira de Carnaval recebeu o maior público no Palco do Marco Zero, com 200 mil pessoas.

De acordo com Pesquisa encomendada pela Secretaria de Turismo Esportes e Lazer do Recife, com os turistas que visitaram o Recife para o Carnaval 2017, o Carnaval do Recife superou a expectativa de 87,7% dos visitantes, 98,5 % deles disseram que recomendam a festa, enquanto 97,4% pretendem voltar para curtir o Carnaval do Recife em outros anos.

A festa de rua foi considerada ótima ou boa para 90,2% dos entrevistados. A decoração foi tida como o principal ponto positivo da festa por 27,2% dos visitantes, seguido dos shows gratuitos oferecido nos polos, lembrados por 26% e dos tradicionais blocos/agremiações de rua com 20,9% das menções. Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, a ocupação hoteleira do Recife  97%, levando em consideração que a cidade ganhou 1348 novos leitos no último ano. O número representa um crescimento de sete pontos percentuais em relação à ocupação registrada no ano passado.

Foram recebidos 250 mil passageiros, desde o dia 23 de fevereiro, 163 voos extras foram disponibilizados pelas companhias aéreas para a festa. Com 99% das atrações compostas por artistas da terra, os foliões curtiram: Spok Frevo Orquestra, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, Lirinha, André Rio, Orquestra Contemporânea de Olinda, Antônio Nóbrega, Nena Queiroga, Marrom brasileiro, Lucas dos Prazeres, Maestros Duda, Forró e Formiga, entre outros nomes da música popular. Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Alceu Valença, Vanessa da Mata, Titãs, Jota Quest se juntaram à programação e fizeram grandes apresentações.

Os homenageados do Carnaval, Almir Rouche e Caboclinho Tribo Indígena Carijós do Recife, também se apresentaram por toda a cidade. Da abertura ao último dia de festa, Almir e os Carijós se apresentaram em diversos polos da cidade levando a cultura pernambucana para todos os bairros. Outro importante destaque da festa deste ano foi o Carnaval Acessível, que realizou 802 atendimentos por meio do guichê acessível onde foram distribuídas 735 pulseiras para crianças, 43 orientações sobre o serviço e 85 pulseiras de acessibilidade (57 surdos, 22 usuários de cadeira de rodas e 4 com deficiência intelectual e 2 cegos).

A maior agremiação carnavalesca do mundo também conotou com apoio para as pessoas com deficiência. No Galo da Madrugada, 400 pessoas com deficiência e acompanhantes curtiram a festa no Camarote da Acessibilidade garantindo o acesso ao lazer, cultura e inclusão social.  Buscando facilitar o ir e vir do folião que veio brincar o carnaval no Centro do Recife, foram montados bloqueios para o tráfego a partir do acesso à Ponte Princesa Isabel. 

A restrição de circulação de veículos comuns, que, nos anos anteriores foi montada no cruzamento com a Rua da Aurora, dessa vez foi implantada no cruzamento da Rua Princesa Isabel com a Rua do Hospício. A ação foi concretizada com bastante êxito e facilitou ainda mais a mobilidade dos foliões, principalmente daqueles que utilizaram o transporte público.  As interdições começaram a ser desfeitas a partir das 6h desta Quarta-feira de Cinzas (1º). Vias como a Avenida Marquês de Olinda e Rua do Bom Jesus já estão liberadas. Já a Avenida Alfredo Lisboa foi liberada por volta das 9h30, após a finalização do serviço de varredura e limpeza da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb). 

A Ponte Duarte Coelho, onde está montada a estrutura do Galo da Madrugada está prevista para ser liberada às 16h, após a desmontagem da alegoria. A expectativa da CTTU é que até às 16h, o trânsito do Recife volte a normalidade com todas as vias liberadas para a passagem de veículos, exceto o Cais da Alfândega, onde está montado o palco utilizado no festival Rec-Beat, com previsão de desmontagem às 14h do sábado (4).

POLOS E ATRAÇÕES No Carnaval do Recife 2017 o público contou com 47 polos de folia distribuídos pela cidade, além de 2310 apresentações. A alegria e a diversidade das atrações ofertou aos foliões uma grande opção de ritmos, como o frevo, a ciranda e o maracatu, até o samba, o rock e o pop. Destaque para o Pátio do Terço que na Noite dos Tambores Silenciosos levou cerca de 10 mil pessoas ao local. O Quartel General do Frevo, na Praça da Independência, reativado há três anos, mostrou que já é um polo consolidado com uma média de público de 1.500 pessoas por dia.

Os cinco polos infantis, que este ano contou com a volta do Parque da Macaxeira e com o Shopping Paço Alfândega, também foi sucesso de público. Mantendo a política da descentralização da folia, a Prefeitura do Recife garantiu a presença de atrações de grande porte em todos os principais polos. O que se percebeu foi a valorização desses pontos de animação, com destaque para o Polo Campo Grande com média de 3 mil pessoas por dia; Polo Várzea que recebeu, só no domingo de carnaval, 6 mil pessoas; e o Polo Campo Grande com média de 4 mil pessoas por dia. Outro polo consolidado é o do Samba, na Rua da Moeda, bairro do Recife, que teve média de público de 1.500 por dia e pico de 1.800 no domingo (26).

Esse ano, o concurso de agremiações, que sempre ocorreu na avenida Nossa Senhora do Carmo e avenida do Forte, voltou a acontecer no Pátio de Santa Cruz, após a revitalização do mesmo, pela Prefeitura do Recife.

Números

– Total de apresentações: 2310  entre agremiações e atrações de palco

99% de atrações pernambucanas

– 965 artistas 

– 195 apresentações de orquestras

– 577 atendimentos para blocos/agremiações de rua

Público

– Total de público – 1,3  milhão de pessoas

Concursos – Total de R$ 877.540,00 em prêmios – Rei e Rainha do Carnaval – Fantasias – Passistas (Juvenil, Adulto e de Rua) – Porta-Estandarte (Índio, Caboclinho, Maracatu Baque Virado, Maracatu de Baque Solto, Clubes e Troças de Frevo), Porta-Bandeira e Mestre Sala e Porta-Flabelo. – Concurso de Agremiações com 11 modalidades: Troças Carnavalescas, Clubes de Frevo, Clubes de Boneco, Blocos de Pau e Corda, Maracatus de Baque Solto, Maracatus de Baque Virado, Caboclinhos, Tribos de Índios, Bois de Carnaval, Ursos (La Ursa) e Escolas de Samba.

Apoio – Total do investimento da Prefeitura do Recife no apoio financeiro às agremiações para o Carnaval 2017: R$ 3,7 milhões – 317 agremiações receberam apoio financeiro. – Primeira parcela no valor de R$ 1.418.715,50 já foi paga. A quitação da segunda se dá logo após o Carnaval, mediante prestação de contas e comprovação do desfile.

Rádio Frei Caneca FM 101.5 Esse ano aconteceu a estreia da Rádio Frei Caneca FM 101.5, rádio pública da Prefeitura do Recife, na cobertura e transmissão do Carnaval do Recife. Foram transmitidas, ao vivo, as apresentações do Marco Zero, Praça do Arsenal e Rec-Beat.  O Carnaval 2017 também marcou a estreia da programação jornalística da Rádio Frei Caneca. Repórteres fizeram a cobertura dos 47 polos distribuídos pela cidade, em flashes durante a transmissão da programação. No dia do Frevo, dia 9 de fevereiro, estreou o programa Difusora, tratando, tendo como tema o mais pernambucano dos ritmos.

CENTRAL DO CARNAVAL Com uma variada oferta de serviços, a Central do Carnaval confirmou sua importância para os foliões em mais um ano de funcionamento. Localizada no Recife Antigo, com estruturas na Rua do Observatório, perto da Torre Malakoff, e no Paço Alfândega, a central recebeu mais de 400 mil pessoas, entre os últimos dias 22 e 28 de fevereiro.

Montada pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, a Central do Carnaval garantiu a quem foi brincar no bairro uma completa infraestrutura, com praça de alimentação, lojas de adereços, farmácia e até caixas eletrônicos. Mais de 383 empregos diretos e indiretos foram gerados e a movimentação financeira de todos os serviços juntos chegou a R$ 339,6 mil.

Para repor as energias dos foliões, a Arena Gastronômica deste ano contou com 11 restaurantes, nove deles oferecidos em parceria com a Abrasel-PE. Foram eles: Nordeste Sabor (cozinha regional); Comadre Coxinha (coxinhas); Hakata (cozinha oriental); Espetinho da Ceça (espetinhos); Rei das Coxinhas; República dos Pastéis; MyBurger (hambúrguer); Taberna Portuguesa (cozinha portuguesa); Plin Restaurante (pizzas e sanduíches naturais); Tahsty (doces); e o Villa Açaí. Juntos, eles realizaram mais de 30 mil atendimentos.

Entre os serviços oferecidos na Rua do Observatório, estavam ainda: achados e perdidos; lojas de CDs e DVDs; estandes para customizações carnavalescas e tatuagens de henna; grife do Carnaval; espaço Cuide-se, com distribuição de preservativos e lubrificantes; estande da Secretaria Municipal da Mulher, promovendo a campanha de combate à violência contra a mulher e distribuição de material informativo; e posto avançado do Procon.

Nos seis dias de funcionamento da central, foram distribuídas mais de 86 mil camisinhas masculinas, 2 mil femininas e 2 mil lubrificantes. O posto avançado do PROCON fez 322 atendimentos. Além disso, foram distribuídos 11 mil materiais de divulgação do trabalho realizado pelo PROCON nessa época, além de orientação ao consumidor.  Também foram fixados mil adesivos nos bares e restaurantes informando acerca da ilegalidade na cobrança de mesas ou consumação mínima. Foram constatadas cobranças ilegais de mesas em quatro estabelecimentos os quais foram autuados e responderão a um processo administrativo no PROCON.

Segundo o Órgão de Defesa do Consumidor, os estabelecimentos estão cada vez mais respeitando a Lei, alguns até já possuem avisos próprios de que não realizam cobranças de mesas ou consumação mínima, além disso, devido ao trabalho de orientação que é realizado, os consumidores estão mais cientes de seus direitos e geralmente se negam a aceitar tais cobranças abusivas.

O estande da mulher realizou 353 atendimentos e o fraldário serviu a mais de 100 pequenos recifenses. Novidade deste ano, o Guichê Acessível da Central do Carnaval ofereceu informações sobre o carnaval com acessibilidade comunicacional. O espaço contou com plantão de intérprete de libras e a programação do carnaval em sistema braile para consulta. Mais de 85 pulseiras para acesso prioritário aos palcos do bairro foram distribuídas. Além disso, 735 pulseiras de identificação de crianças foram distribuídas. Nenhum caso de criança perdida foi registrado.

ACHADOS E PERDIDOSO serviço de achados e perdidos atendeu 143 pessoas neste Carnaval. Ao todo, foram devolvidos 106 objetos e 37 objetos ainda estão aos cuidados da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. Entre eles estão: carteiras, RGs, CPFs, chaves e até bonés. De dois a sete de março, os documentos poderão ser resgatados na Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, localizada na sede da Prefeitura do Recife, no sétimo andar, em horário comercial (8h às 12h e das 14h às 18h). A partir da quarta (8), o material deve ser resgatado na agência central dos Correios, que fica na Avenida Guararapes, no Centro da cidade. Informações pelo telefone 3355-8792.

OCUPAÇÃO HOTELEIRA – Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, a ocupação hoteleira do Recife  97%, levando em consideração que a cidade ganhou 1348 novos leitos no último ano. O número representa um crescimento de sete pontos percentuais em relação à ocupação registrada no ano passado.

PESQUISA DE OPINIÃOO melhor carnaval de rua do Brasil foi aprovado pelos visitantes que vieram aproveitar a festa na capital do Frevo. Segundo pesquisa encomendada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife  ao Centro Integrado de Pesquisas e Comunicação (Cipec), a festa superou ou atendeu às expectativas de 87,7% dos turistas.

Dos entrevistados, 97,4% pretendem voltar para brincar Carnaval no Recife e  98,5% recomendam a festa, que foi considerada ótima ou boa por 90,2% dos visitantes. Entre os pontos positivos da festa, os visitantes destacaram: a decoração (27,2%), shows gratuitos (26%), blocos de rua (20,9%), animação da cidade (11,6%), bandas locais (3,3%) e cultura local (3,1%).

Entre os principais motivos apontados para a escolha do destino, a animação da festa foi citada por 49% dos entrevistados. No segundo lugar, o Galo da Madrugada, sendo lembrado por 9,9% dos visitantes. Outros motivos alegados foram visitar familiares (8,8%), carnaval tranquilo e seguro (7,6%), programação de shows e blocos (7,3%). A maioria dos turistas foliões (48,9%) ficou na casa de parentes ou amigos; 30,9% ficaram em hotéis; 5,2%, em casas alugadas; e 3,4%, em pousadas e albergues.

Dos visitantes entrevistados, a maioria tinha entre 25 e 44 anos (57,4%), 21,7% tinham entre 45 e 59 anos, 13,6% tinham entre 18 e 24 e 7% tinham de 60 em diante. Os principais destinos emissores de público para a festa recifense, segundo a pesquisa, foram: Alagoas, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. 

A experiência que os entrevistados relataram foi tão boa, que 98,2% deles saíram daqui dizendo que pretendem voltar à cidade depois da festa e 98,6% disseram que recomendariam a cidade como destino turístico. O destino foi avaliado como ótimo ou bom por 86,6% dos visitantes. Foram entrevistados 980 turistas, entre os dias 24 e 27 de fevereiro, durante o desfile do Galo da Madrugada, nos principais hotéis da cidade e no bairro de Boa Viagem.

FOLIA TECNOLÓGICA

A tecnologia foi um importante aliado dos foliões. Além do já tradicional site do Carnaval, criado e disponibilizado pela Prefeitura do Recife no endereço www.carnavalrecife.com.br, e das páginas nas principais redes sociais, também gerenciadas pela Prefeitura, alguns dos aplicativos e serviços online mais usados do país disponibilizaram conteúdo e informações sobre a festa.

Maior engenho de buscas do mundo, o Google firmou uma parceria com a administração municipal para oferecer informação prioritária sobre a festa, a cidade, nossos serviços e atrativos. Outros serviços, como o Waze e o CittaMobi disponibilizaram para os usuários informações sobre os polos, mudanças de trânsito em função da festa, localização e até programação da festa. Durante a festa, a quantidade de downloads do CittaMobi aumentou 14% que a média. Além disso, o aplicativo foi consultado 2 milhões de vezes pelos foliões recifenses na última semana.

No Spotify, foram oferecidas seis playlists com alguns dos mais tradicionais frevos e sucessos que fizeram a alegria de recifenses e visitantes em todos os polos da festa.  Até no Porta dos Fundos a festa do Recife foi parar. O canal de conteúdo sarcástico e bem humorado, que tem 13 milhões de inscritos no Youtube e é considerado um dos mais influentes do mundo, fez um vídeo sobre o Carnaval na capital do Frevo e da festa de rua. O vídeo teve mais de 1,4 milhão de visualizações no canal e mais de 14,6 mil compartilhamentos no Facebook.

Nas redes sociais, mais de 3 milhões de pessoas interagiram e compartilharam os conteúdos digitais veiculados nos canais oficiais do Carnaval do Recife e da Prefeitura do Recife. O perfil das interações foi majoritariamente feminino. Elas foram responsáveis por 66% dos acessos contra 34% de acessos masculinos.

Conecta Recife – Pela terceira vez, o Carnaval do Recife contou também com internet  gratuita. O programa Conecta Recife, lançado em 2014 pela Prefeitura do Recife, por meio da Empresa Municipal de Informática (Emprel), disponibilizou todos os 120 pontos de conexão da cidade. Foram mais de 163 mil usuários entre a sexta-feira (24) e  terça-feira (28). Os pontos do Bairro do Recife foram os mais utilizados, seguido pela avenida Boa Viagem e a Praça do Derby. 

No fim do ano passado, a Emprel retirou a necessidade de cadastro para utilizar o serviço, o que facilitou o acesso do folião e do turista. Ao todo, foi utilizado 1,3 terabyte em dados trafegados. A Empresa também manteve o reforço feito desde 2015, na capacidade de conexão no Marco Zero, na Rua do Bom Jesus e na Praça do Arsenal. Foram colocados mais pontos de rádios nos hotspots já existentes, permitindo assim que mais pessoas se conectassem simultaneamente. Normalmente, em cada ponto de wifi, 100 pessoas podem utilizar o serviço ao mesmo tempo. Durante a festa, em média, a capacidade sobe para 300 usuários. No Marco Zero, por exemplo, durante o Carnaval, em média, 1200 desfrutaram do sinal gratuito de forma simultânea.

POOL DE TV  – A transmissão ao vivo do Carnaval do Recife 2017, disponível na página oficial do Carnaval do Recife (www.carnavalrecife.com), teve mais de 40 mil visualizações entre os dias 24 e 28 de fevereiro. O dia com maior audiência foi a grande festa de abertura do Carnaval, com mais de 16 mil visualizações. Além dos acessos no site, a transmissão ao vivo foi utilizada por todas as redes de TVs, com entradas ao vivo diariamente em rede nacional. Neste ano, além da transmissão do Polo do Marco Zero, foram transmitida imagens, pela primeira vez, dos Polos do Rec-Beat e Praça do Arsenal.

CENTROS DE ATENDIMENTO AO TURISTA (CATs)Para receber os visitantes com informações sobre a cidade e a festa, polos e atrações, funcionaram nos cinco dias de Carnaval os CATs da Praça do Arsenal, do Parque Dona Lindu, da Praça de Boa Viagem, do Aeroporto e do Terminal Integrado de Passageiros (TIP). Tiveram horário especial os CATs dos Shoppings Recife (fechado de domingo a terça de Carnaval) e RioMar (fechado de sábado a terça de Carnaval).

A população contou ainda com o CAT móvel, estratégia volante de atração de turistas, que esteve estacionado na Rua do Observatório, entre os dias 22 e 28, completando os serviços da Central do Carnaval. O ônibus é adaptado para atender visitantes, com elevador para usuários de cadeiras de rodas, balcão de informações e atendentes bilíngues para distribuição de folheteria sobre a Capital e outros destinos de Pernambuco. Todos juntos registraram 2.299 atendimentos, entre os dias 22 e 28. A maioria dos turistas atendidos era proveniente de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, Bahia e Paraíba. Entre os destinos internacionais, destacaram-se entre os atendimentos a Argentina, França, Alemanha, Reino Unido, Chile, Estados Unidos e Israel.

O CAT mais procurado foi o CAT Móvel, que ficou estacionado na Rua do Observatório, ao lado da Arena Gastronômica. Nos sete dias de festa, foram 1.043 pessoas atendidas. Foi disponibilizado ainda walkmídia em pontos estratégicos do Recife Antigo, principal polo de Carnaval da cidade. Duplas sinalizadas distribuíram a programação da festa e tiraram dúvidas dos foliões.

RECEPTIVOEntre 23 de fevereiro e o próximo dia 6 de março, a capital recifense, única do Nordeste ligada a todas as demais capitais por frequências diretas, recebe 163 voos extras para atender a demanda momesca, que chegará a 250 mil passageiros. Ano passado, foram ofertados 125 voos extras. Esses números representam um acréscimo de 5% em relação ao Carnaval do ano passado, segundo a Infraero.

A maior parte dos visitantes que desembarcaram no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre veio de São Paulo (Guarulhos), Rio de Janeiro (Galeão) e Salvador. No Terminal Integrado de Passageiros (TIP), o número de passageiros trazidos pela folia, desde o último dia 24 até esta Quarta-feira de Cinzas, ultrapassará os 22 mil. Para atender os foliões, foram disponibilizadas 150 viagens extras, um incremento de 20% em relação à operação normal da rodoviária e um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Para receber melhor os turistas que desembarcaram na cidade, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife disponibilizou uma orquestra de frevo com passistas no dia 24 de fevereiro, no saguão do aeroporto. Hoje, a ação se repete para que os visitantes se despeçam da folia embalados pelo frevo. No Terminal Marítimo, os clarins de momo receberam os visitantes nos dias 18, 19 e 21.

Entre os dias 23 e 25, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife realizou ainda uma ação em 25 dos principais hotéis da cidade, levando muito frevo, informações e a programação da festa para distribuir entre os hóspedes já no café da manhã, para ninguém perder nenhuma atração da festa.  A Blitz da Folia foi realizada, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH-PE), em equipamentos como: Onda Mar Hotel, Hotel Dublê, Radisson Recife, Nobile Suítes Executive, Aquamar Praia Hotel, Golden Tulip Recife, Ramada, Boa Viagem Praia, Hotel Jangadeiro, Transamérica, Ibis Boa Viagem e Best Western Manibu. Fazem parte da blitz: passistas, animadores, além de walkmídia, que circulam e interagem com os hóspedes ao som de frevos clássicos, que são a cara da nossa festa.

MOBILIDADE OPERAÇÃO TRÂNSITO – A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) preparou uma grande operação para garantir a mobilidade dos foliões durante o Carnaval do Recife 2017. Entre os serviços que foram oferecidos estão o Expresso da Folia, que iniciou a sua operação no Sábado de Zé Pereira (25), durante o Galo da Madrugada, e continuou nos demais dias de festa, até às 5h desta quarta-feira (1º); a implantação de seis pontos de táxis provisórios em locais estratégicos, a implantação de corredores exclusivos para ônibus e táxis e o Convênio Táxi Metropolitano, que garantiu o aumento da frota de táxi com o reforço de veículos de mais cinco municípios, além do Recife.

No total, a operação da CTTU contou com um efetivo diário de 230 profissionais, sendo 100 agentes e 130 orientadores de trânsito.  A CTTU também elaborou um grande esquema de circulação na área central da cidade, com a interdição das vias do Bairro do Recife, assim como as ruas que compõem os bairros de Santo Antônio e São José, que foram fechadas para viabilizar a festa no Bairro do Recife e a passagem do Galo da Madrugada, respectivamente.

Houve também o fechamento da Ponte Duarte Coelho, onde ficou a alegoria do Galo, e da Ponte Maurício de Nassau, que ficou com a circulação exclusiva para pedestres. Já as pontes 12 de Setembro (Giratória), Princesa Isabel e Buarque de Macedo, ficaram com a circulação exclusiva para a passagem de ônibus, táxis e linhas especiais do Expresso da Folia. Apenas a Ponte do Limoeiro ficou liberada para o tráfego misto (carros e motos), porém contou com uma faixa exclusiva para ônibus e linhas do Expresso da Folia.

A prioridade de circulação também foi mantida ao longo da Avenida Cais do Apolo até as proximidades do ponto de desembarque dos coletivos, no cruzamento com a Avenida Rio Branco. A novidade neste ano é que o bloqueio para o tráfego misto se estendeu a partir do acesso à Ponte Princesa Isabel. A restrição de circulação de veículos comuns, que, nos anos anteriores foi montada no cruzamento com a Rua da Aurora, dessa vez foi implantada no cruzamento da Rua Princesa Isabel com a Rua do Hospício. A ação foi concretizada com bastante êxito e facilitou ainda mais a mobilidade dos foliões, principalmente daqueles que utilizaram o transporte público.

As interdições começaram a ser desfeitas a partir das 6h desta Quarta-feira de Cinzas (1º). Vias como a Avenida Marquês de Olinda e Rua do Bom Jesus já estão liberadas. Já a Avenida Alfredo Lisboa foi liberada por volta das 9h30, após a finalização do serviço de varredura e limpeza da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb). A Ponte Duarte Coelho, onde está montada a estrutura do Galo da Madrugada foi liberada às 17h, após a desmontagem da alegoria. A expectativa da CTTU é que o trânsito do Recife volte a normalidade com todas as vias liberadas para a passagem de veículos, exceto o Cais da Alfândega, onde está montado o palco utilizado no festival Rec-Beat, com previsão de desmontagem às 14h do sábado (4).

EXPRESSO DA FOLIA – Sucesso há 16 anos no Carnaval do Recife, o serviço do Expresso da Folia iniciou a sua operação durante o Sábado de Zé Pereira (25), para atender os foliões que brincaram no Galo da Madrugada. O Expresso da Folia no Galo funcionou das 7h às 17h40 e contou com a frota de 25 ônibus, que saíram dos shoppings RioMar, Recife, Plaza e Tacaruna e levaram cerca de 2.300 passageiros .até a Avenida Martins de Barros e o Cais de Santa Rita. Mais uma vez, a operação do Expresso durante o Galo da Madrugada foi muito bem recebida pelos foliões, que optaram pelo conforto, segurança e praticidade do serviço.

No Expresso da Folia tradicional, que transportou os foliões que brincaram no Bairro do Recife, das 18h do sábado (25) até as 5h desta Quarta-feira de Cinzas (1), 28 ônibus saíram dos shoppings RioMar, Recife, Plaza e Tacaruna. Na segunda-feira (8), houve uma alta na demanda e a frota foi ampliada para 31 veículos. Ao todo 27.061 passageiros foram transportados até o Bairro do Recife.

No total, 1.166  viagens foram realizadas nos quatro dias de operação. Com o Expresso no Galo, o serviço totaliza o atendimento a 29.359 passageiros. A passagem do Expresso custou R$ 8 e deu direito à viagem de ida e volta. A frota composta por 31 ônibus estava equipada com elevadores para pessoas com deficiência ou baixa mobilidade. A segunda-feira de Carnaval foi o dia em que mais pessoas utilizaram o serviço, com 9.149 passageiros, e o Shopping Recife o que teve maior presença de público 10.270.

TÁXI METROPOLITANO – Neste ano, além do Recife, a população também pôde contar com os serviços dos táxis oriundos dos municípios de Olinda, Paulista, São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes e Abreu e Lima. A circulação dos táxis desses municípios no Recife foi autorizada das 18h da sexta-feira (24) até as 12h desta Quarta de Cinzas (1º). Dessa forma, a frota aumentou de 6.125 para cerca de 7.500 táxis autorizados a realizar o embarque e o desembarque de milhares de pessoas que brincaram o carnaval do Recife.

A CTTU também implantou seis pontos de táxis provisórios na área central da cidade. Eles estavam localizados na Rua Madre de Deus, próximo ao Paço Alfândega, na Avenida Martins de Barros, próximo ao Ministério Público de Pernambuco, e na Ponte Buarque de Macedo, do lado direito. Além disso, três pontos funcionaram no Cais de Santa Rita e na Rua Doutor José Mariano, apenas no sábado, para atender o público que foi ao Galo da Madrugada.  

Houve, ainda, um reforço na fiscalização de transportes nesses locais com a finalidade de coibir possíveis irregularidades por parte dos taxistas.  Pela central de atendimento da Companhia (0800.081.10.78), entre a noite da sexta-feira (24) e a manhã desta quarta-feira (1), foram recebidas apenas nove denúncias contra os taxistas, numero significativamente menor do que em 2016, quando 28 reclamações foram registradas, informando atitudes abusivas. A reclamação mais incidente foi a recusa de passageiros. Todas as denúncias serão apuradas pela CTTU e os taxistas serão acionados para maiores esclarecimentos.

FISCALIZAÇÕES – No período de Carnaval, as equipes de fiscalização de trânsito atuaram com foco na orientação de condutores e pedestres, com o intuito de garantir a segurança viária e proporcionar maior fluidez ao tráfego. As multas foram aplicadas em casos onde houve a insistência em desrespeitar as leis de trânsito por parte dos condutores. Foram 242 autuações a veículos, sendo a maioria das notificações por estacionamento em local proibido. Houve ainda a remoção de 23 veículos para depósito, apenas no Bairro do Recife. Em 2016, a CTTU realizou 150 autuações e 45 remoções durante o período carnavalesco, no Bairro do Recife.

ACIDENTES DE TRÂNSITO – Das 18h da sexta-feira (24) até as 6h da manhã desta quarta-feira de Cinzas (1º) a CTTU registrou 102 acidentes de trânsito, dos quais 79 foram sem vítimas e 23 com vítimas, sem nenhum óbito.

ESTACIONAMENTO GRATUITO – Com o objetivo de melhorar a mobilidade das pessoas no Bairro do Recife, pelo quarto ano seguido, a iniciativa da Prefeitura do Recife de abrir os dois estacionamentos do seu edifício-sede e realizar parcerias para que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e o Tribunal Regional Federal (TRF) também disponibilizassem seus estacionamentos, foi um sucesso. Mais de  17 mil veículos  passaram pelos quatro espaços entre a sexta-feira (24) e a Terça-feira (28).

Sexta-feira (24)  – 1.709 veículos

Sábado (25) – 1.619 veículos

Domingo (26) – 4.126 veículos

Segunda-feira (27) – 4.553 veículos

Terça-feira (28) – 5.438 veículos

TOTAL DOS CINCO DIAS – 17.445 veículos 

CONTROLE URBANO – Durante o Carnaval 2017, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano disciplinou o comércio informal e o controle urbano. O trabalho de ordenamento começou ainda antes do período momesco, com o licenciamento de 379 blocos. Já entre a sexta-feira (24) e a madrugada da Quarta de Cinzas, a fiscalização foi feita 24h por dia.

Foram identificados e interditados 10 imóveis que serviriam como camarotes e apresentavam problemas estruturais no Bairro do Recife; também foram interditados três depósitos irregulares de bebidas, que funcionavam sem alvará; foram apreendidas cerca de 4.500 garrafas de bebidas, provenientes de ambulantes não licenciados; 25 carroças, 9 carros de mão e 28 isopores e caixas térmicas, que colocavam os pedestre em risco no passeio, foram levadas para o depósito. Todo o material, apreendido por estar em em local irregular e atrapalhar a mobilidade do folião, poderá ser retirado pelos responsáveis a partir de quinta-feira (2). 

Para garantir a organização do carnaval, ao todo 620 fiscais da Semoc realizaram monitoramento durante o Carnaval, no Bairro do Recife e em palcos descentralizados. No total, 38 pontos de monitoramento foram montados no entorno de importantes pólos, com o objetivo de inibir a ação do comércio informal não autorizado e garantir a mobilidade dos foliões. Ao todo, 291 comerciantes informais foram cadastrados para atuarem no Bairro do RecifeBares e restaurantes também foram fiscalizados, para não ocuparem os passeios públicos de maneira desordenada e atrapalhar os foliões.   

Para o desfile do Galo da Madrugada, no sábado (25), também houve um esquema especial. Desde a semana-pré, uma operação de desobstrução do trajeto do bloco e fiscalização dos camarotes foi realizada, garantindo a organização e a mobilidade das pessoas. No total, 78 imóveis foram adesivados, alertando aos foliões sobre o perigo de subir nas marquises. Também houve a vistoria e liberação de 42 camarotes e interdição de 12 imóveis, que funcionariam como camarotes e apresentavam problemas estruturai. Além disso, pontos de bloqueio e monitoramento do comércio informal foram montados no dia do desfile.

CARNAVAL ACESSÍVEL

A Central de Direitos Humanos e o guichê acessível realizaram 802 atendimentos. Sendo 735 pulseiras de identificação de crianças, 43 orientações sobre o serviço e 85 pulseiras de acessibilidade (57 surdos, 22 usuários de cadeira de rodas e 4 com deficiência intelectual e 2 cegos). A Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre drogas e Direitos Humanos do Recife realizou, neste Carnaval, um eficiente serviço de proteção à crianças e adolescentes, além de uma atenção mais especializada para que as pessoas com deficiência pudessem brincar de forma tranquila e segura, e ainda, com a sensibilização de pessoas para questões importantes relacionadas aos direitos humanos, com as campanhas de combate à homofobia, respeito às diferenças, aos idosos e na proteção das crianças e adolescentes.

Por parte da Assistência, nos espaços de proteção montados na Praça do Arsenal, Ibura, Pátio do Livramento, além de equipes itinerantes no Galo da Madrugada e nos polos descentralizados das RPA’s 1, 2 3, foram realizados 125 atendimentos à crianças e adolescentes em situação de risco social. A maior parte submetida ao trabalho infantil. Dessas, oito foram levadas de volta para casa pelas equipes dos educadores sociais, do Serviço Especializado em Abordagem Social.

No Camarote da Acessibilidade, no Galo da Madrugada, 400 pessoas com deficiência e acompanhantes, tiveram acesso ao maior bloco do Recife, numa ação que envolve o acesso ao lazer, cultura e inclusão social. 

SEGURANÇA  

A Guarda Municipal do Recife contou este ano com 600 agentes trabalhando por dia durante os quatro dias de Carnaval. Os 357 que tomaram posse na última quinta-feira(23) começaram suas atividades na festa de Momo. Dos 600, 400 homens atuaram nos pólos da festa fazendo medidas de prevenção de conflitos e orientação em geral.

No desfile do Galo da Madrugada, no sábado (24), a operação envolveu 200 agentes municipais, mais 25 socorristas, totalizando 225 guardas. No Marco Zero, principal polo do Carnaval do Recife, foram 200 homens por dia no local. Durante o percurso do Galo da Madrugada, sete câmeras, instaladas para acompanhar o bloco, foram monitoradas pela Centro de Operações da GMR (COPE). 27 ocorrências foram registradas. Entre elas, atendimento a um folião vítima de agressão, apreensão de arma branca e drogas ilícitas. Além delas, uma parceria com o Porto Digital e a Serttel, viabilizou o acesso do COPE às imagens de 27 câmeras no bairro do Recife. Sete delas com sistema especial de captação de som. As “Anjos da Rua”, que captam som de todas as direções, com alcance de 80 metros de distância, não registraram nenhuma ocorrência.

Os foliões também contaram com a presença de uma unidade móvel da Guarda Municipal no bairro. Do sábado (24) a terça-feira (28), 473 pessoas foram detidas por envolvimento em tentativas de tumulto e portando armas brancas e entorpecentes.

LIMPEZA URBANA

A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) montou um esquema especial para garantir a limpeza da cidade durante o Carnaval. A operação contou com o trabalho de 1000 garis e a supervisão de 100 fiscais. Ao fim da operação, foi registrada a remoção de 450 toneladas de lixo no total. Somente no Galo da Madrugada, a equipe da Emlurb recolheu 112 toneladas de lixo.

Os serviços incluíram a limpeza durante e após a programação, com a realização de mutirões diários. O serviço também contou com o Ecobarco, que, durante a festa, realizou a coleta dos resíduos flutuantes do Rio Capibaribe. Além disso, os polos do Parque da Jaqueira, Dona Lindu, Parque Santana e da Macaxeira receberam o reforço das Ecobikes que circularam pelos locais.

O reforço na limpeza foi realizado em todos os polos carnavalescos. Para a organização dos espaços as equipes contaram com quatro sugadores para retirar confetes e pequenos papéis e uma varredeira mecânica, além do apoio de caminhões, carros-pipa, compactadores de lixo e 400 contentores de lixo. Na lavagem das vias foram utilizados, ainda, 2000 litros de detergente, 400 litros de creolina, 4200 litros de essência, 388 litros de creolina e 280 quilos de enzima utilizada para eliminar odores.

MULHER

A Secretaria da Mulher do Recife esteve presente em 15 polos durante o carnaval. Ao todo, a equipe técnica distribuiu 30 mil Materiais informativos com os principais telefones da rede de enfrentamento à violência. Além disto, houve a divulgação de campanhas de enfrentamento violência de gênero e os serviços da pasta através dos locutores nos palcos.  O disque orientação do Centro de Referência Clarice Lispector, o Liga Mulher, prestou orientação a 16 casos de violência doméstica.

No bloco Nem com Uma Flor, ocorrido no dia 23 de fevereiro, 3.400 camisas foram trocadas por cerca de 4 mil kits de higiene ( um pacote de absorvente e dois sabonetes) que serão doadas para a Colônia Penal Feminina do Recife. A Campanha para redes sociais intitulada “Pequeno Manual Prático de como não ser um babaca no Carnaval”, produzida pelo Gabinete de Imprensa da Prefeitura do Recife, foi um sucesso nas redes sociais, totalizando 744 mil pessoas impactadas e mais de 1 milhão de cliques, e 34 mil compartilhamentos no Facebook.

EMPREENDEDORISMO

Nas 166 barracas oficiais montadas no carnaval do Recife, sendo 109 nos polos centrais e 77 nos polos de bairros, além do polo das tapioqueiras e de corte e costura de fantasias, movimentaram um total de R$ 949 mil reais. Foram beneficiadas 455 pessoas nos polos centralizados e  181 pessoas nos descentralizados nos setores de bebidas e alimentos e quatro associações de costureiras em dois polos do Recife – um no Paço Alfândega e outro na Praça do Arsenal. Cerca de quinze associações de comida e bebida participaram do Carnaval.

– Total geral de faturamento: R$ 949.589,00

– Faturamento centralizado: R$ 818.423,00

– Faturamento descentralizado: R$ 131.166,00

SAÚDE

No intuito de garantir um carnaval com mais saúde e Saúde em Todo Lugar para os foliões e a população em geral, a Secretaria de Saúde do Recife intensificou os plantões dos profissionais, contando com cerca de 3.500 trabalhadores nas áreas médica, de enfermagem, (SAMU,Policlínicas, Maternidades e Upinhas 24h), Vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Ambiental, Redutores de Danos e Apoio na Central do Carnaval, que trabalharam durante todo o Ciclo Carnavalesco. O Carnaval do Recife 2017, ocorreu dentro da normalidade nos serviços de Promoção à Saúde, Redução de Danos, Upinhas 24h, Pronto Atendimento das Policlínicas e Maternidades. 

SAMU 192  – Foram montados cinco postos fixos do SAMU 192 no percurso do Bloco Galo da Madrugada e o posto na Avenida Alfredo Lisboa, próximo ao Marco Zero, que funcionou todos os dias desde a sexta-feira. Durante o Carnaval, as unidades móveis do SAMU 192 continuaram disponibilizando também atendimento nos polos descentralizados, com apoio de 13 motolâncias e 32 ambulâncias. Durante o período momesco, foram realizados 743 atendimentos e cerca de 30% destes, foram em decorrência do uso abusivo de bebidas alcoólicas, principalmente entre mulheres jovens, na faixa de 21 a 40 anos de idade.

SERVIÇO DE PRONTO ATENDIMENTO – SPAA rede municipal de saúde contou com oito serviços de Pronto Atendimento com incremento de profissionais neste carnaval, além das Upinhas 24h – Dr. Moacyr André Gomes (Av. Norte), Dr. Hélio Mendonça (Córrego do Jenipapo), Dra. Fernanda Wanderley (Linha do Tiro) e Governador Eduardo Campos (Bomba do Hemetério), onde foram realizados 4.514 atendimentos com destaque para as urgências clínicas e pediátricas (2.282 e 1.824 respectivamente), 229 atendimentos em traumas, 170 odontológicos e 9 cirurgias.

MATERNIDADESAs maternidades do Recife funcionaram regularmente neste período, realizando 133 partos. Com atendimento total 954 de mulheres (621 na triagem com 151 internamentos). No Hospital da Mulher, foram realizados 45 partos e 5 atendimentos a mulheres no Centro de Apoio à Mulher Vítima de Violência.

DST / AIDS E REDUÇÃO DE DANOSForam distribuídos 423 mil preservativos masculinos e femininos (20 mil unidades a mais que 2016) e 19.000 sachês de gel lubrificante, durante o período pré-carnavalesco nas Unidades de Saúde e no período carnavalesco nos 06 stands (02 fixos e 04 volantes), para ações de promoção à saúde e redução de danos nos polos: Arsenal, Pátio do Carmo, Ibura, Várzea, Nova Descoberta e Jardim São Paulo. Foram distribuídos: 23.450 garrafas plásticas trocadas por garrafas de vidro e 3.000 pulseirinhas de identificação para crianças. Realizaram teste rápido para HIV 779 pessoas (495 homens e 284 mulheres),sendo identificados 10 casos positivos para HIV (todos do sexo masculino). As pessoas que tiveram testes positivos receberam aconselhamento no local do teste e foram orientadas a procurar o serviço de referência. Após 15 dias a vigilância fará a busca ativa para acompanhar o desfecho. A testagem rápida continuará no Polo do Ibura nesta quarta-feira (01/03).

VIGILÂNCIA SANITÁRIADurante o período pré-carnavalesco foram capacitados comerciantes informais/padronizados para atuarem neste período, buscando garantir o consumo de alimentos de boa qualidade. Também foram desenvolvidas atividades de forma preventiva com inspeções sanitárias, em farmácias e drogarias. Na semana pré carnavalesca foi realizado inspeções em fábricas de gelo (12), clubes que realizam festas (inspeção conjunta com o CREA e Corpo de Bombeiros), além da capacitação com comerciantes informais de alimentos que trabalharam nos polos centralizados e descentralizados.Foram realizadas um total 1.708 inspeções (correspondendo a um aumento de mais de 300% comparado ao ano de 2016), dentre essas: 68 de comércio formal, 645 de comércio informal / padronizados com 58 Kg de alimentos inutilizados, 929 módulos sanitários, 22 camarotes, 05 drogarias, 14 inspeções de postos de saúde do carnaval, 25 trios elétricos. Como novidade deste carnaval o posto da Vigilância na Av. Alfredo Lisboa, com orientações e atendimentos presenciais.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICAO Cievs – Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde manteve seu funcionamento 24h dando respostas imediatas a surtos e emergências em saúde pública que porventura viessem a surgir. Foram recebidas 12 notificações, sendo 11 imediatas. As notificações recebidas geraram 10 investigações já realizadas, 1 surto de gastrenterite investigado e 06 coletas de amostras para investigação diagnóstica.

VIGILÂNCIA AMBIENTAL E CONTROLE DE ZOONOSESA PCR manteve as atividades de combate ao mosquito Aedes aegypti. O trabalho se intensificou na semana pré-carnavalesca, com as ações de eliminação de criadouros, aspiração, aplicação de larvicida e inseticida (bomba costal). Foram trabalhados os polos de animação e todo o circuito do Galo da Madrugada, além de outros pontos estratégicos de maior aglomeração e/ou fluxo de pessoas: aeroporto, rodoviária, metrô, hotéis, Marco Zero e entorno. Durante o período carnavalesco foram mobilizadas equipes de agentes de saúde ambiental e controle de endemias.

Durante o carnaval foram trabalhados todos os 47 polos e 06 unidades de saúde, 450 imóveis foram inspecionados, com 91 tratamentos focais e peri – focais para eliminação de focos de Aedes. um total de 10 animais foram recolhidos, além de realizadas 31 aferições de qualidade de água.Foram distribuídos 5 mil folhetos informativos bilíngues voltados para os turistas procedentes de área de circulação do vírus da febre amarela, para reduzir ainda mais o risco de introdução do vírus na cidade.

OuvidoriaA Ouvidoria da Saúde municipal funcionou durante o período de carnaval,tendo realizado 70 atendimentos (pelo 0800 281 1520).